6 comportamentos que os filhos de pais separados levam para toda vida - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
6 comportamentos que os filhos de pais…
Todos sabem fazer o mal, mas poucos são capazes de pedir perdão Na vida não contam somente as notas: ser um estudante modelo não é garantia de sucesso

6 comportamentos que os filhos de pais separados levam para toda vida

2.824
Advertisement

O amor nem sempre dura em eterno e, quando acaba, dói; mas se houver crianças no meio, a ruptura é ainda mais dolorosa. Ver mamãe e papai - seus próprios grandes amores e modelos de referência - se deixarem para viver separadamente é sempre doloroso para as crianças: o coração delas fica em pedaços, e até mesmo a vida é dividida temporalmente e espacialmente - uns dias com a mãe, outros com o pai.

Essa experiência marca-os de maneira indelével, influenciando sobretudo o modo como eles, quando adultos, se relacionarão com o amor: em particular, os filhos de pais divorciados desenvolvem estas atitudes.

1. Eles são freqüentemente cínicos em relação ao amor. A experiência da separação dos pais os feriu a tal ponto que eles gostariam de evitar o sofrimento novamente, e não conseguem se apaixonar por alguém serenamente. Então, quando começam uma história, eles têm muita cautela.

2. Eles têm muitas dúvidas. Eles se perguntam se a pessoa é aquela certa ou não, se a relação está se desenvolvendo bem ou se já há sinais de alarme; eles ficam constantemente atormentados, com medo de ver a história deles, assim como a história de seus pais, naufragar.

3. Eles são muito reflexivos. Sua extrema cautela impede que eles deixem se transportar pela alegria de um novo amor: ao invés disso, eles tendem a meditar sobre o relacionamento por um longo tempo, porque se sentem vulneráveis.

4. Evitam discussões. Eles viram seus pais brigando muito antes de se separarem; portanto, não gostam de confrontos, o que os traz de volta a um passado doloroso.

5. Eles são bastante responsáveis. O sofrimento experimentado durante a infância os tornou muito sensíveis; portanto, animados por um profundo senso de responsabilidade, querem proteger o parceiro da falência e da decepção.

6. Eles querem um relacionamento estável. Eles não acham que o amor é uma bobagem. Eles trabalham duro para fazer o relacionamento do casal funcionar, questionando o que está errado para corrigir o mais rápido possível.


Estas são as consequências que muitas vezes ficam impressas na trajetória de crescimento de um indivíduo que viu os pais se separarem. O que sua experiência conta? Há mais alguma coisa da qual você não pode se libertar e leva com você dessa experiência?

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado