Um menino combate contra a sua doença para poder conhecer a sua irmãzinha - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Um menino combate contra a sua doença…
Os bombeiros elencam 4 erros muito comuns que são a base de um incêndio Cozinhar doces para os outros faz bem para a saúde mental. É o que dizem os psicólogos!

Um menino combate contra a sua doença para poder conhecer a sua irmãzinha

3.384
Advertisement

O pequeno Bailey Cooper tinha apenas 9 anos de idade quando os médicos o diagnosticaram com Linfoma de Hodgkin, um tumor maligno originado dos linfócitos. Como é compreensível, a notícia abalou muito sua família, e todos ficaram ao lado do pequeno guerreiro quando ele começou a sua difícil luta pela vida. A terapia parecia funcionar: depois de alguns meses a doença estava em remissão, e todos respiraram aliviados. No entanto, o destino da criança era outro... 

Depois de alguns meses, Bailey começou a ficar doente de novo. O tumor, segundo os médicos, retornou em uma forma mais agressiva. Novamente a criança teve que fazer diversas terapias, e novamente seu inimigo estava em remissão, mas não completamente derrotado. Depois de mais alguns meses, a doença voltou, e desta vez os médicos, devastados, avisaram que não tinham certeza se Bailey sobreviveria.

Podemos apenas imaginar o estado de desespero em que os pais e o seu irmão mais novo Riley ficaram: aquela pequena criatura, que em condições normais teria toda a sua vida pela frente, estava destinada a dizer adeus muito antes do tempo. Mas Bailey encontrou um bom motivo para lutar mais um pouco. 

Advertisement

Embora ele não tivesse esperança de sobrevivência, Bailey estava disposto a conhecer sua irmãzinha, que nasceria em alguns meses. Na verdade, o tempo que os médicos previam para ele não era suficiente para cobrir o período de gestação: o bebê nasceria depois de alguns meses, enquanto o câncer havia deixado apenas algumas semanas de vida para Bailey. E, no entanto, milagrosamente, o menino conseguiu viver o suficiente para conhecê-la.

Foi Bailey quem escolheu o nome dela, Millie, e no pouco tempo que passaram juntos, ele não tirou os olhos dela. Ele embalou-a, cantou canções e ajudou a mãe a mudá-la, assim como qualquer irmão mais velho teria feito.

Mas eles ficaram juntos apenas poucos dias antes da sua condição piorar. A essa altura, os médicos descobriram que o tumor havia chegado ao cérebro e que era uma questão de dias.

Durante um dos últimos momentos em que Bailey passou com sua irmãzinha nos braços, ela disse algo que fez o coração de mamãe apertar: "Eu gostaria de ficar, mas sei que tenho que ir... para me tornar seu anjo da guarda".

Depois de alguns dias, a criança perdeu a consciência e foi levada para o hospital. Os pais passaram horas horríveis e intermináveis para consolá-lo e acompanhá-lo na sua última viagem. Eles começaram a ler histórias em voz alta, ouviram suas músicas favoritas juntos e a fazer muito carinho em Bailey. Quando chegou a hora, eles estavam lá, para sussurrar que eles o amariam para sempre.

Advertisement

Embora eles estejam aliviados em saber que Bailey parou de sofrer, os pais saíram devastados e ainda sentem falta de seu anjinho corajoso. Mas eles tentam não ficarem triste por muito tempo, como havia pedido o próprio Bailey. Durante uma conversa no último período que passou em casa, Bailey disse à mãe: "Você vai ter que chorar por mim só por 20 minutos, você tem que cuidar de Riley e Millie!"

Agora que a irmãzinha cresceu, seus pais costumam contar a ela sobre seu generoso irmãozinho: um anjo que foi cedo demais, mas que eles têm certeza que em qualquer momento, onde quer que esteja agora, cuida dela.

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado