3 irmãos adoecem com o mesmo câncer de olho: eles lutam juntos dando força um ao outro - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
3 irmãos adoecem com o mesmo câncer…
O encanto dos cabelos compridos: 13 homens aos quais ninguém diria para cortar os cabelos Marido e mulher adotam os filhos da vizinha morta: um programa de TV os surpreende ao dar um novo lar para essa nova família

3 irmãos adoecem com o mesmo câncer de olho: eles lutam juntos dando força um ao outro

Por Roberta Freitas
700
Advertisement

Não é fácil para ninguém lidar com uma doença grave. Às vezes, a vida nos coloca diante de desafios que nunca teríamos imaginado que iríamos enfrentar, problemas que talvez nos pareçam particularmente injustos por causa dos modos e das pessoas que afetam.

Pense no câncer, por exemplo: infelizmente, ter câncer é muito comum, e essa batalha certamente não é como dar um passeio no parque. E quando as crianças são afetadas por essa doença, que deveriam curtir a infância em vez de pensar em se cuidar, nem é preciso dizer que a situação fica ainda mais triste. São os pequenos humanos, porém, que muitas vezes conseguem nos dar maravilhosas lições de coragem e força de vontade, assim como os três irmãos dos quais vamos falar.

via: KCBD 11

Estamos em Atlanta, na Geórgia. Aqui, a família Rush foi atingida por acontecimentos que nunca deveriam perturbar a paz de nenhuma família, especialmente porque afetam crianças pequenas e inocentes. Os três filhos de Angie e Aaron, Tristen, Caison e Carter - respectivamente 5 anos, 3 anos e seis meses de idade, foram vítimas da mesma doença terrível: o retinoblastoma.

É um tumor ocular, que quase sempre atinge crianças menores de 5 anos e envolve - como o nome sugere - problemas consideráveis ​​na retina, que obviamente desempenha um papel fundamental na visão. O primeiro a ser diagnosticado com o problema foi Tristen, o mais velho; dois anos depois, foi a vez de Caison e mais tarde também o último a chegar, Carter.

Os tratamentos, para eles, não foram nada fáceis, visto que as crianças tiveram que fazer quimioterapia desde poucas semanas de vida, principalmente no caso de Caison e Carter. Não é difícil entender que tal situação colocaria qualquer pai em desespero, especialmente porque Angie, a mãe, quando criança, perdeu um olho com apenas 6 semanas de idade, justamente por causa do retinoblastoma.

As chances de passar para os filhos eram de 50% e, infelizmente, se confirmaram. "Eu me sinto muito culpada", disse a mulher, "embora eu saiba que fui abençoada com eles". Na verdade, não é para qualquer pessoa, nessa idade, ser capaz de enfrentar desafios semelhantes sem lamentar e desistir. Mas os três filhos, com um enorme amor pela vida, conseguem - apesar de tudo - sorrir felizes.

Advertisement

Essas crianças, porém, são verdadeiras guerreiras, e seu caso tem dado muito o que falar, tornando os irmãos um esplêndido exemplo de coragem e determinação para muitas crianças e muitas famílias que se encontram lutando contra doenças tão graves. Resta desejar a eles uma vida longa e cheia de força e serenidade.

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado