Seu corpo está todo tatuado e ele é professor do ensino fundamental: por isso, muitos pais gostariam que fosse demitido - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Seu corpo está todo tatuado e ele é…
Um garoto é finalmente adotado aos 18 anos, após ter sido maltratado por famílias cruéis 20 tatuagens discretas que são pequenas obras-primas de elegância e sofisticação

Seu corpo está todo tatuado e ele é professor do ensino fundamental: por isso, muitos pais gostariam que fosse demitido

Por Roberta Freitas
1.499
Advertisement

O que você acharia se um dos professores do seu filho fosse um homem muito talentoso que adora tatuar cada centímetro de seu corpo? Você acha que seus filhos ficariam traumatizados para o resto da vida? Certamente não culparíamos você se pensasse assim e, no entanto, Sylvain Helaine, o homem mais tatuado da França e também professor de alunos do jardim de infância, não demorou muito para ganhar a confiança de seus pequenos alunos, talvez não imediatamente após o primeiro impacto. 

via: The Sun

Sylvain Helaine é um homem de 35 anos, e desde os 27 vem perseguindo dois sonhos: o primeiro é tatuar todo o corpo, o outro está ligado à paixão pela docência, que vem realizando há alguns anos em escolas francesas. Sylvain, chegado aos 35 anos, é considerado o homem mais tatuado da França, tanto que nem mesmo seus olhos e sua língua foram poupados.

Infelizmente, no entanto, muitos pais não quiserem deixar que ele fosse professor de seus filhos, pois se "apresenta" dessa forma, e por isso foi oficialmente convidado a não dar mais aulas nas escolas primárias, mas a partir do ensino médio, para evitar que os alunos menores não fiquem "traumatizados".

Sylvain, porém, não concordou com essa decisão, convencido de que sua aparência, após a primeira impressão, não se torna mais um problema para os pequenos alunos, conforme sua experiência anterior como professor: “Quando comecei a me tatuar, eu o fazia de forma egoísta, pensava em mim e não no resto. Então percebi que as crianças que me veem aprendem muito sobre tolerância e respeito pelos outros. Pode ser que quando crescerem não se tornem racistas, homofóbicas, que não olhem para os deficientes como aberrações. Acho que isso é bom".

Ele também acrescentou: "Na aula, eu disse a mim mesmo: se eu fizesse uma tatuagem, certamente não me tornaria uma má pessoa. Uma tatuagem não muda o caráter e o comportamento". Palavras sábias, porém, que geraram muita discussão na opinião pública francesa, que se dividiu entre aqueles que gostariam dele fora do corpo docente e aqueles que gostariam de lhe dar uma chance além da mera aparência física.

E você, de que lado ficaria?

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado