Criança morre intoxicada por monóxido de carbono em um barco: uma possibilidade que muitos não consideram - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Criança morre intoxicada por monóxido…
Encontram um cachorro com um pedido tocante de ajuda pendurado em seu pescoço e lhe dão uma nova vida

Criança morre intoxicada por monóxido de carbono em um barco: uma possibilidade que muitos não consideram

Por Roberta Freitas
1.325
Advertisement

Todos nós sabemos que o monóxido de carbono é um gás potencialmente muito perigoso para humanos e animais. Se estiver presente em concentrações acima de certos níveis, pode levar à intoxicação com consequências fatais. As crônicas, infelizmente, estão repletas de fatos trágicos em que pessoas perderam a vida por terem sido expostas por muito tempo aos vapores desse terrível inimigo inodoro e incolor dentro de suas casas.

É difícil acreditar, entretanto, que o monóxido de carbono também possa ser perigoso ao ar livre, em um contexto aberto como o de uma viagem de barco. Infelizmente, foi exatamente isso que aconteceu no Lago Eufaula, em Oklahoma, nos Estados Unidos. Um menino de 9 anos perdeu a vida. Após sua morte, sua mãe decidiu sensibilizar o público realizando uma verdadeira missão.

Cassandra Free e sua família passavam um dia divertido no lago americano, entre passeios de barco e surf, mas perto do entardecer toda a diversão se transformou em tragédia. Andrew, o filho de 9 anos de Cassandra, desmaiou e caiu na água, enquanto os outros dois meninos da mulher, Jonathan e Blake (15 e 13), se sentiram mal.

É inútil descrever o desepero sentido nesses momentos. Junto com um amigo da família que estava no barco, o marido de Cassandra mergulhou imediatamente para salvá-lo, mas infelizmente havia pouco a ser feito. A criança já não respirava e, apesar da massagem cardíaca, não havia como reanimá-la.

Após a tragédia, análises realizadas na criança falecida e nos seus irmãos doentes revelaram que os três haviam sido vítimas de intoxicação por monóxido de carbono, apesar de estarem ao ar livre. O barco em que se encontravam, em baixa velocidade, emitia gás excessivo para o ar: por ser inodoro e incolor, os meninos respiraram mais do que deveriam, provavelmente por estarem muito perto do motor do barco.

Advertisement

Dor de cabeça, náusea, tontura e dor no peito são sinais de alerta que podem indicar potencial envenenamento. E não é tão raro que isso também possa ocorrer fora, não necessariamente apenas dentro de casa. Após o incidente, Cassandra decidiu que faria o que pudesse para tornar este perigo conhecido para o mundo.

O pesadelo do falecimento de seu pequeno Andrew deu a ela coragem para agir para salvar a vida de muitas outras pessoas que poderiam se encontrar em situações como a vivida pela família. Em áreas portuárias, em particular, onde os barcos passam em baixas velocidades, o acúmulo de monóxido pode ser tóxico.

A mesma coisa, ainda segundo o que é declarado pela Free, pode acontecer com quem se senta no banco traseiro das motocicletas e anda devagar. Cassandra disse que estava mais determinada do que nunca a conscientizar sobre esses perigos: “Andrew se foi, mas o nome dele estará sempre ligado às vidas que ele vai salvar. Esta é a minha missão, porque nenhuma mãe deveria estar em uma situação como a minha".

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado