Um casal gay encontrou um recém-nascido abandonado no metrô: hoje é o filho deles - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Um casal gay encontrou um recém-nascido…
O pastor alemão sai do carro que estragou e ajuda o seu dono a empurrá-lo junto com outras pessoas

Um casal gay encontrou um recém-nascido abandonado no metrô: hoje é o filho deles

09 Abril 2021 • Por Roberta Freitas
12.451
Advertisement

Há algumas coisas na vida que acontecem por uma razão muito precisa, mesmo que naquele momento, talvez, a gente não perceba. Que você acredite ou não no destino, encontrar um recém-nascido abandonado marca uma pessoa para sempre e ela pensará que, provavelmente, tudo aconteceu por um motivo muito específico. Felizmente, esses não são eventos que acontecem todos os dias! Em agosto de 2000, Danny Stewart estava indo com pressa para a casa de seu namorado, Pete, para um jantar, quando de repente, seu olhar foi capturado pela visão de uma "boneca" no metrô de Nova York. A "boneca", no entanto, se movia e em breve Danny percebeu que ele havia encontrado um recém-nascido no metrô de sua cidade! Após momentos de pânico, o homem soube o que fazer e hoje pode contar essa história com um sorriso, já que essa criança se tornou seu filho!

via: BBC

Danny não podia acreditar em seus olhos: um recém-nascido com apenas um lençol e ainda com o cordão umbilical tinha sido deixado no chão do metrô de Nova York. Danny começou a gritar por ajuda, tentando atrair a atenção dos transeuntes, mas ninguém parou para ouvi-lo. Uma mulher que não falava inglês tentou entender o que estava acontecendo, mas provavelmente, ela terá pensado que estava na frente de um desequilibrado. Na época, as pessoas não andavam todas com um celular no bolso e entrar em contato com alguém era definitivamente mais difícil. Danny, então, pensou em ligar de um desses antigos telefones públicos; ele chamou a polícia e a primeira coisa que ele disse foi: "Eu encontrei um recém-nascido no metrô".

O seu coração batia forte e, depois de esperar vários minutos, ele pensou que a polícia nunca acreditaria nele. Com toda a probabilidade, nenhum agente estava indo em direção à sua posição, para entender o que estava acontecendo.

Por outro lado, Danny não queria nem pegar a criança, por medo de feri-lo. Então, ele teve outra ideia: ele ligaria para Pete, seu namorado. Pete certamente acreditaria. E assim foi: "Quando recebi o telefonema dele, ele me disse que tinha encontrado uma criança. Eu fiquei arrepiado: sabia que Danny estava dizendo a verdade, porque Danny nunca iria brincar com uma coisa tão séria", lembrou Pete Mercury.

Advertisement

Naquela mesma noite, o pequeno foi levado ao hospital pela polícia para ser examinado. Naquele momento, Pete, que tinha acabado de chegar no local, se lembra de ter dito a Danny: "Você sabe que provavelmente irá se sentir amarrado àquela criança pelo resto da sua vida". O que Pete queria dizer era: "No final, essa criança crescerá e saberá sobre a noite quando ele foi encontrado e poderia procurar a pessoa que o encontrou. Talvez haja uma maneira de descobrir quem o irá adotar e enviar a ele um presente de aniversário, por exemplo, todos os anos nesta data?". Os eventos, na verdade, acabaram tomando uma estrada diferente, já que não muito tempo depois dessa experiência incrível, Danny teve que participar de uma audiência no tribunal, para testemunhar como a criança havia sido encontrada. Naquela ocasião, o juiz chocou todos aqueles presentes no tribunal com a fatídica pergunta: "Você estaria interessado em adotar essa criança?"

A resposta de Danny foi clara, mas ao mesmo tempo incerta: "Sim, mas eu não acho que será tão fácil". O juiz, no entanto, olhou para ele sorrindo e disse a ele que, na realidade, poderia ser muito mais simples do que ele pensava. Danny nunca tinha pensado em adoção e sua vida, e a de seu parceiro Pete, estava prestes a mudar de repente. No começo, Pete não concordou absolutamente com essa escolha e recriminou Danny também por ter dado uma resposta sem antes consultá-lo. Mas Danny provavelmente já havia escolhido em seu coração o que era certo fazer, desde o primeiro momento em que ele encontrou a criança.

Na verdade, Pete mudou radicalmente a sua atitude quando pegou nos braços Kevin, esse é o nome que o casal deu ao pequeno, pela primeira vez. Uma forte onda de amor o invadiu e, de repente, a ideia de se tornar o pai não parecia mais tão ruim. Danny e Pete adotaram Kevin no dia 17 de dezembro de 2002. Alguns anos depois, quando Kevin tinha cerca de 10 anos, o casal se casou legalmente, quando Nova York se tornou o sexto estado nos Estados Unidos a legalizar o casamento gay. Hoje Kevin tem 20 anos e é um estudante universitário; seus pais o descrevem como uma pessoa sensível e gentil. Para ele, foi uma verdadeira fortuna ser encontrado por Danny naquela noite de 28 de agosto de 2000!

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado