Mãe solteira com problemas financeiros deixa tudo para viver em uma mini casa: agora ela vive com US$ 75 por mês - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Mãe solteira com problemas financeiros…
A caixa de um restaurante fast food não consegue pagar o mecânico e é ajudada por um cliente que lhe dá o seu carro Aos 19 anos consegue comprar a sua primeira casa e incentiva os jovens de hoje:

Mãe solteira com problemas financeiros deixa tudo para viver em uma mini casa: agora ela vive com US$ 75 por mês

20 Setembro 2021 • Por Roberta Freitas
4.403
Advertisement

Nos Estados Unidos, o movimento Tiny House está ganhando impulso. Para quem está sozinho e não necessita de muito espaço, possuir uma mini casa significa não ter de pagar aluguel e poupar bastante nas contas. Mãe solo de dois meninos, ela investiu todo o seu dinheiro na compra de uma casa de 30 metros quadrados e agora não gasta mais do que 75 dólares no consumo doméstico.

via: FLORB

Até 2013, o tamanho médio das casas dos americanos tinha crescido de 160 metros quadrados para 240 metros quadrados. No entanto, a crise das hipotecas de 2008 causou um verdadeiro terremoto no setor imobiliário e cada vez mais famílias percebem que estão gastando muito dinheiro na manutenção de uma casa que, em última análise, usa pouco. Assim, nasceu um movimento a favor da construção tanto de casas pequenas (de 70 a 90 m²) como de mini casas (de 30 a 10 m²) estudadas nos mínimos detalhes para a contenção máxima do consumo.

Geralmente são estruturas equipadas com sistema de aquecimento por painel solar e também podem ser sobre rodas, para que possam ser movimentadas em caso de necessidade.

MJ, uma mãe solo de dois filhos já crescidos, entrou em contato com esse movimento por necessidade. Seu aluguel chegava a mais de US$ 1.600 por mês por uma casa grande demais para suas necessidades. Os filhos, já crescidos e longe de casa, haviam partido há muito tempo e ela se via sozinha na maior parte do ano, tendo que pagar um aluguel caro e muitas contas "pesadas" por consumos desnecessários. Muitas vezes, uma aposentadoria não é suficiente para lidar com tantos compromissos econômicos, era preciso reduzir o desperdício.

Daí a ideia de mudar de vida e conter as dimensões dos seus espaços. Afinal, uma mulher sozinha não tem muitas necessidades: uma cozinha confortável para as refeições, um banheiro confortável, uma sala de estar onde você pode assistir TV e um pequeno quarto onde você pode descansar. Tudo isso ela conseguiu em uma estrutura um pouco maior que 30 metros quadrados com um custo de apenas US$ 75 por mês.

Advertisement

“Perdi todo o meu dinheiro”, explicou Mj, “por causa dos meus dois divórcios. Os advogados e meus ex-maridos ficaram com grande parte dos meus bens. Depois, perdi meu emprego e, como resultado, ficou cada vez mais difícil viver com o que ganhava com alguns bicos. Essa solução me permitiu ter a minha própria pequena propriedade e poder levar uma vida digna numa estrutura muito bonita e elegante. Claro que não posso ter recepções com tantas pessoas aqui: mas quantas pessoas podem querer vir ver uma senhora idosa como eu?"

Em suma, como Mj nos mostra, você não precisa ter uma casa de sonhos para ser feliz, você só precisa de tudo o que entra em uma pequena casa para viver em paz sem ter que pensar em contas.

E você o que acha? Você moraria em uma mini casa com rodas?

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado