Eles a chamavam de "porquinha" por causa do seu peso, agora ela é uma campeã de fisiculturismo

por Roberta Freitas

26 Outubro 2021

Eles a chamavam de "porquinha" por causa do seu peso, agora ela é uma campeã de fisiculturismo
Advertisement

Ninguém merece passar pela experiência de sofrer com o bullying. Esse fenômeno horrível surge, na maioria dos casos, entre carteiras das escolas nos delicados períodos da infância e da adolescência. O bullying, no entanto, pode ter várias faces, desde aquele mais físico que se transforma em violência física, ou o bullying psicológico, composto por palavras horríveis repetidas com frequência, com danos muitas vezes irreparáveis. Uma mulher australiana, entretanto, decidiu que deixaria para sempre seu passado de bullying de lado para viver uma vida melhor e surpreendente!

via Daily Mail UK

Advertisement
dfrick8/Instagram

dfrick8/Instagram

Seu nome é Diane Frick, ela nasceu em Melbourne na Austrália e desde sua infância tem sido continuamente vítima de bullying psicológico por causa de seu corpo rechonchudo; muitos de seus colegas, na escola e fora dali, zombavam dela chamando de "gorda, feia, porquinha" e assim por diante, isso porque quando criança ela estava um pouco acima do peso, tinha uma pele cheia de espinhas e não se vestia como as suas outras colegas de classe. Obviamente, anos e anos de bullying deixaram cicatrizes emocionais profundas na alma de Diane, mas um dia ela decidiu mudar completamente sua vida.

O grande momento de mudança para Diane aconteceu em 2018, enquanto ela estava deitada no sofá: "Lembro que fiquei doente no sofá no final de 2018 com gripe e fiquei com pena de mim mesma quando comecei a pesquisar no Google todas as garotas com as quais eu queria parecer, e percebi que todas usavam biquínis e faziam musculação [levantamento de peso]".

Advertisement

A partir daí, o caminho para a felicidade e o sucesso de Diane foi muito árduo; ela procurou um nutricionista que removeu todos os tipos de junk food e álcool de sua alimentação, seguiu uma dieta rígida e começou a treinar com pesos; depois de algum tempo de grande sacrifício, a australiana conseguiu o que queria: perdeu três tamanhos e passou de 34,7% de gordura corporal para 12%; uma conquista espetacular, coroada por sua participação em um evento organizado pela Australian International Natural Bodybuilding Association, onde acabou se tornando campeã!

Diane disse: “Nunca imaginei que poderia ter orgulho do meu corpo. Sempre usei roupas que cobriam tudo e tinha vergonha de mim mesma, então, para aquela garota que sofreu bullying, se transformar, não só fisicamente, mas mentalmente, e ser capaz de subir no palco de biquíni e pedir aos profissionais que julgassem seu corpo foi um grande esforço".

O bullying pode ser muito prejudicial, pode dar origem a consequências psicológicas e físicas irreparáveis, mas a força de vontade e o amor próprio são, às vezes, o melhor remédio: basta saber se levantar depois de ter tocado o fundo e ter coragem para se transformar, para se tornar a melhor versões de si mesmo. Diane Frick fez isso, nós também podemos fazer!

Advertisement