Ele encontra £ 110.000 em sua conta e o banco garante que ele pode gastá-los: 9 meses depois, vem o banho de água fria - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Ele encontra £ 110.000 em sua conta…
Menino de 10 anos fica sozinho em casa com a mãe e a ajuda a dar à luz: não havia ninguém que pudesse ajudá-los Uma prisão abandonada foi transformada em um hotel de luxo: é possível dormir nas antigas celas dos prisioneiros

Ele encontra £ 110.000 em sua conta e o banco garante que ele pode gastá-los: 9 meses depois, vem o banho de água fria

14 Novembro 2021 • Por Roberta Freitas
2.490
Advertisement

Imagine receber inesperadamente uma grande quantia de dinheiro: ele é seu e você pode gastar como quiser! Uma verdadeira fortuna, não acha? Imagine, então, que depois de alguns meses alguém venha lhe dizer que houve um erro no destino da quantia e que o dinheiro não era realmente seu... Quanto seria grande a decepção? Além do fato de que alguns gastos excessivos devido à disponibilidade temporária de dinheiro podem ter deixado você com dívidas a pagar. Tudo isso, infelizmente, aconteceu com Russell Alexander, um homem de 54 anos de Sutton, Norfolk (Reino Unido), que havia recebido garantias de seu próprio banco sobre o dinheiro recebido inesperadamente.

via: Dailymail

The find has prompted some heated debate

Pubblicato da Liverpool Echo News su Giovedì 11 novembre 2021

Russell Alexander é um trabalhador braçal britânico de 54 anos que, de repente, recebeu vários pagamentos importantes em sua conta bancária que ele não conseguia entender de onde vinham. O homem ligou várias vezes para o seu banco, o Barclays, para receber informações sobre todo aquele dinheiro: em 9 meses, o homem tinha recebido vários pagamentos, num total de 110.000 libras! O banco havia lhe garantido que o dinheiro era "uma herança antiga" e que ele, um antigo e fiel cliente do banco, poderia gastá-lo da maneira que quisesse. Nesse momento, Russell decidiu investir em seu plano de abrir um B&B em uma casa que comprou com o dinheiro da separação, mas que precisava de muitas reformas.

O problema é que após 9 meses de esperança, esforço e investimento, o banco voltou a contatar o homem, se desculpando pelo trágico engano: aquele dinheiro havia sido transferido acidentalmente para sua conta.

O banco, além de um pedido formal de desculpas, reembolsou Russell em £ 500 pelos danos sofridos - uma proposta que enojou o homem que, é claro, já havia gastado muito dinheiro. "Não fazia sentido que eles transferissem aquele dinheiro para mim, mas eu verifiquei duas vezes com o banco e um contador: todos disseram que era meu e que eu poderia gastá-lo. Sou cliente do banco há 40 anos e estou enojado que eles tratem assim seus clientes leais", comentou Russell, em um mar de dívidas, "depois de me dar nove meses de falsas esperanças, o pagamento de £ 500 é um insulto total".

Advertisement

Agora o homem terá que continuar trabalhando sabe-se lá quantos anos a mais só para pagar as despesas com as quais estava tentando abrir um negócio.

E o que você teria feito no lugar dele?

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado