A estratégia desta professora conseguiu acabar com o bullying na sua classe: veja no que consiste - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
A estratégia desta professora conseguiu…
O que você vê primeiro na imagem? Um teste psicológico que vai revelar algo sobre a sua personalidade O instinto materno é mais forte que qualquer outra coisa: veja 15 mamães galinhas que são muito determinadas

A estratégia desta professora conseguiu acabar com o bullying na sua classe: veja no que consiste

Por Roberta Freitas
4.601
Advertisement

O bullying é algo que não pode mais ser ignorado: certamente a dinâmica pela qual as crianças “mais fortes” subjugam as mais fracas sempre existiu nas escolas, mas hoje, com os meios tecnológicos que elas têm à disposição, tudo pode ficar ainda pior. Pais e professores devem colaborar não só para revelar quaisquer incidentes de violência, mas para garantir que nenhuma criança se sinta com o direito de zombar das outras.

A estratégia dessa professora de matemática para identificar a dinâmica que ocorre em suas aulas surpreendeu pela sua delicadeza: uma técnica que poderia ser útil para outras escolas. Aqui está o que é.

Todas as manhãs de sexta-feira, no final do dia de escola, esta professora pede a seus alunos escreverem em um pedaço de papel o nome da pessoa com a qual eles gostariam de sentar-se na segunda-feira e qual, segundo eles, tinha sido o melhor aluno da semana.

As crianças sabem que tudo o que escrevem é ​​secreto e será lido apenas pelo professor: eles também sabem que eles podem optar por não participar do jogo.

Através dos nomes escritos nas folhas, mas também pela recusa de um aluno, o professor é capaz de reconstruir o que está acontecendo na sala de aula: claramente a sua intenção não é saber quem era a criança mais brilhante, mas entender quem é nomeado várias vezes e aqueles que nunca são levados em consideração por seus companheiros.

Tudo isso é feito com perguntas indiretas: à frente de perguntas como, "Quem é a criança que te faz mal?" ou "Você não tem amigos?" a criança provavelmente responderia com silêncio, sentindo-se profundamente tocada.

A professora já conseguiu identificar crianças molestadas e molestadoras graças a este método muito simples.

image: maxpixel.net

Pedir às crianças que escrevam nomes é um pouco como ler em seus corações: não é apenas o professor que fica mais ciente da situação da classe, mas também as crianças refletem sobre os relacionamentos que têm com os outros e têm uma idéia mais clara da classe em que eles têm que ficar todos os dias.

Você acha que esse método é eficaz? Você recomendaria aos professores de seus filhos?

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado