Segundo muitos psicólogos, os pais que educam os filhos de maneira saudável tendem a fazer estas 5 coisas - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Segundo muitos psicólogos, os pais…
Tomar um café com uma amiga pode ser muito saudável e ajudar contra o estresse da vida cotidiana 4 ótimas razões para parar de esperar alguma coisa dos outros

Segundo muitos psicólogos, os pais que educam os filhos de maneira saudável tendem a fazer estas 5 coisas

Por Roberta Freitas
3.606
Advertisement

Um dos efeitos das profundas mudanças tecnológicas do nosso tempo reside no fato de que as crianças de hoje crescem acompanhadas por uma infinidade de diferentes instrumentos e brinquedos, capazes de mantê-los entretidos por horas, sem tornar o envolvimento dos pais constantemente necessário.

Isso inevitavelmente levou a uma mudança na educação e na relação entre pais e filhos, o que gerou milhares de dúvidas sobre a eficácia dos modelos educacionais atuais.

Essas perguntas foram respondidas pelos psicólogos da Universidade de Harvard, descobrindo que esses cinco elementos são a base do crescimento saudável e positivo das crianças.

image: Max Pixel

1. PASSAR TEMPO DE QUALIDADE COM SEUS FILHOS. As crianças precisam se comunicar abertamente com seus pais, ser ouvidas e fazer as coisas que amam com eles; ou seja, compartilhar experiências e idéias com eles - algo que nenhum Xbox poderia fazer. Dessa forma, elas se lembrarão de sua infância como uma fase positiva e bela e se tornarão pessoas atenciosas. Você não precisa de muito: basta ler uma história para as crianças antes de ir para a cama, brincar com ela, fazer perguntas sobre o dia - qual foi a melhor e pior parte, o que ela aprendeu, etc.
2. SER UM EXEMPLO MORAL E UM MENTOR PARA AS CRIANÇAS. As crianças tendem a reproduzir os comportamentos que veem ao seu redor, especialmente os dos pais. Portanto, é importante ser justo e honesto na frente de seu filho: o objetivo é ensinar a ele não apenas boas maneiras, humildade e honestidade, mas também a cuidar de si mesmo. Dessa forma, você também ganhará sua confiança e respeito. Portanto, é necessário admitir os próprios erros e falar abertamente com ele; peça desculpas e mostre como você quer reparar e evitar a repetição do mesmo erro, explicando o que você aprendeu.

image: pixabay

3. INCENTIVAR OS FILHOS A TEREM ALTAS ALTAS EXPECTATIVAS ÉTICAS, CUIDANDO DOS OUTROS. O ser humano precisa socializar, e deve aprender isso quando criança, cuidando das pessoas ao seu redor e evitando comportamentos egoísta. Essa deve ser uma prioridade: você deve ensiná-lo a fazer a coisa certa mesmo quando é difícil, e a respeitar as suas obrigações e responsabilidades. Mude a mensagem que você manda para ele todos os dias para "O mais importante é que você seja gentil e feliz". Convide-o a considerar as consequências de suas ações sobre os outros e a encontrar uma solução positiva para todos.
4. ENSINAR A GRATIDÃO AOS PRÓPRIOS FILHOS. A gratidão tem um duplo efeito benéfico para quem a pratica: não só essas pessoas são úteis, generosas, compassivas e tolerantes - ou seres humanos melhores - mas elas tendem a ser mais felizes e saudáveis. No entanto, é necessário que as crianças também façam distinção entre deveres e cortesia. Como dizem os psicólogos de Harvard "Esperem que as crianças ajudem regularmente com as tarefas domésticas, e elogie somente os atos de cortesia raros. Quando esses tipos de ações de rotina são simplesmente esperados (como um dever) e não recompensados, é mais provável que se tornem enraizados nas ações de todos os dias". Por isso, é bom encorajar seus filhos a serem gratos e receber gratidão por sua bondade, dando a eles o exemplo.
5. EXPANDIR O HORIZONTE DE NOSSOS FILHOS. As crianças geralmente se preocupam com um pequeno círculo de pessoas - família e amigos íntimos - mas é crucial, eventualmente, alargar o público de pessoas que merecem a sua atenção, para que ela aprenda o conceito de comunidade e de bem comum também. Portanto, podemos incentivá-los a considerar as perspectivas e sentimentos dos outros, discutindo problemas que afetam outros grupos de pessoas.

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado