As pessoas que estão sempre em conflito com os outros na verdade estão em conflito com elas mesmas - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
As pessoas que estão sempre em conflito…
Estes truques têm mais de um século, mas ainda são surpreendentemente úteis. Veja por que você não deve se sentir em culpa em acabar com relacionamentos com pessoas tóxicas

As pessoas que estão sempre em conflito com os outros na verdade estão em conflito com elas mesmas

1.430
Advertisement

Há pessoas que parecem sempre estar em conflito com o mundo inteiro: estão sempre prontas para ver as falhas dos outros e o mal nas suas ações; elas gostam de criticar tudo o que as rodeia e de fazer fofocas. 

É muito fácil entender que seus argumentos nem sempre têm fundamento: ao contrário, distorcerá tudo o que seus olhos veem. E isso porque - parafraseando Gandhi - "uma pessoa em guerra com o mundo inteiro é uma pessoa em guerra consigo mesma".

Todos nós já fomos, em alguma situação, particularmente crítico, e já nos comportamos injustamente com alguém: e, se pararmos para lembrar desses episódios, perceberemos que, na época, estávamos provavelmente derramando em alguém nosso mau humor e nervosismo. Isso nos permite entender melhor como aqueles que estão prontos para julgar e criticar os outros continuamente, evidentemente, têm um problema consigo mesmos.

É essencial nos distanciarmos dessas pessoas, porque elas são tóxicas, isto é, elas são capazes de reduzir nossa força emocional, envolvendo-nos com sua negatividade.

Para esse fim, alguns pontos devem ser claros:

  • que as pessoas conflituosas têm problemas consigo mesmas;
  • que todos nós podemos viver este conflito interno, em certos momentos e em certos ambientes; mas não por isso, seríamos menos capazes de amar os nossos caros;
  • que não há nada de errado conosco e não devemos internalizar a crítica.
image: pixabay

Cada pessoa, dá aos outros o que tem dentro de si: isso não significa que elas possam nos prejudicar, mas que somos nós mesmos a dar valor e tornar o pensamento negativo dos outros verdadeiro. Quando não aceitamos a inveja, a raiva e os insultos dos outros - reconhecendo sua verdadeira origem no mal-estar da pessoa que os expressa -, então esses sentimentos negativos continuarão a pertencer àqueles que os formularam - não a nós.

Para lidar com pessoas deste tipo, é útil recorrer a três "armas": se distanciar, entender o que é irrelevante e ignorá-lo. É, portanto, uma questão de escolher se devemos permitir que as palavras sejam levadas pelo vento da indiferença, ou torná-las estagnadas dentro de nós. 

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado