Basta com a obsessão pelas notas: a escola deve ensinar primeiramente a colaboração - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Basta com a obsessão pelas notas: a…
5 conselhos para evitar de absorver as energias negativas dos outros Estas mulheres decidiram não pintar mais os cabelos: estas fotos maravilhosas podem te convencer a fazer o mesmo

Basta com a obsessão pelas notas: a escola deve ensinar primeiramente a colaboração

470
Advertisement

A escola desempenha um papel fundamental na educação das crianças; mas não apenas para os assuntos e conceitos que as crianças têm o dever e a oportunidade de estudar.

Ela representa uma primeira forma de comunidade, com membros não relacionados ao grupo familiar e decididamente maiores que a família; portanto, é um primeiro contato social, onde as crianças desenvolvem a capacidade de construir relacionamentos interpessoais, aprendendo os comportamentos e atitudes que favorecem uma convivência pacífica.

Como resultado, as escolas devem se recusar a promover um modelo social competitivo, optando por se concentrar na colaboração.

Embora a maioria dos professores esteja ciente da importância da colaboração, a escola muitas vezes se presta a um modelo competitivo - às vezes até involuntariamente. Exemplos são essas duas tendências, que devem ser adequadamente revisadas, redefinindo o ensino com base no princípio da colaboração.

O primeiro caso é a evidência de um escore padronizado: nascido para obter dados uniformes no território nacional - para poder ter uma base que será usada, em seguida, para planejar políticas e intervenções educacionais -, esses testes são muitas vezes vistos como uma competição entre os alunos e as escolas, que os veem como uma corrida com uma pontuação. Dada a importância desse tipo de evidência, seria melhor mudar o estereótipo e a percepção que os cerca mais do que qualquer outra coisa.

Em segundo lugar, podemos dizer que as notas estimulam então um sistema competitivo. Na verdade, muitas vezes, o problema é criado pelos pais que querem saber não só o resultado da criança, mas também os de seus colegas: seu filho, na verdade, deve ser o melhor, ou pelo menos entre os primeiros. Dessa forma, eles incentivam as crianças a perceber a escola e estudar como um sistema de comparações e classificações.

Enquanto esperamos que as instituições de ensino façam as suas mudanças, começamos em casa a promover a colaboração, abandonando certos maus hábitos de quem quer se destacar a todo custo. Não nos esqueçamos de que muitas pessoas que mudaram a história com suas descobertas não foram, de modo algum, as melhores da escola.

Tags: EscolaCriançasÚteis
Advertisement

Deixe um comentário!

x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado