A lei do distanciamento emocional: é por isso que você deve se destacar de seus objetivos - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
A lei do distanciamento emocional: é…
Ela cuidou do marido por 20 anos: quando ele morreu, seu filho fez a maior surpresa de sua vida Abrace o seu filho todos os dias

A lei do distanciamento emocional: é por isso que você deve se destacar de seus objetivos

1.903
Advertisement

Cada uma de nossas escolhas - da mais fácil até a mais difícil - contém em si a sombra da decepção pelo que não escolhemos e que, portanto, renunciamos. Ao mesmo tempo, mesmo os mais belos momentos escondem um véu de tristeza, pela consciência de que, mais cedo ou mais tarde, terminarão.

Na realidade, o que nos leva a avançar é a busca da felicidade - mas como alcançá-la? Para muitos, através da posse de objetos ou na experimentação de certas situações; essa maneira de fazer, no entanto, nos deixa - afinal - estressados e insatisfeitos.

Por isso, é melhor tentar viver separado do resultado de cada situação, focado no presente e no compromisso de melhorar a nós mesmos. Isto é, como explicado pela história do sábio indiano e do turista, através do distanciamento emocional.

A fábula do sábio indiano e do turista

Um turista viajando para Calcutá decide conhecer um famoso sábio indiano. Ele foi até sua casa, ficou impressionado com a a modéstia: a casa, tinha apenas por uma cama, uma mesa e um banco, além de inúmeros livros. O turista, intrigado, pergunta então ao sábio: "Onde estão os outros móveis?"

O homem sábio, levantando a cabeça lentamente, o observou e perguntou por sua vez: "E os seus pais, onde estão?". Surpreso, o turista respondeu: "Meus pais, mas estou aqui só de passagem!".

"Eu também..." conclui o sábio.

Esta história resume o conceito de distanciamento emocional - um dos pilares do budismo - entendido como uma das formas de alcançar a paz espiritual, bem-estar e felicidade. Consiste em renunciar ao nosso apego aos objetos e ao interesse pelo resultado, permanecendo ancorado à intenção e aos nossos objetivos. Quando não estamos interessados ​​no resultado, nos afastamos do desejo - muitas vezes confundido com a necessidade de se realizar.

Desapego significa confiar em seu potencial, apego, por outro lado, ter medo da perda; o desapego nos faz sentir seguros e nos leva a agir de forma mais relaxada, enquanto o apego nos faz viver em ansiedade. O mesmo se aplica aos relacionamentos: neste caso, separar não significa não amar, mas não depender da pessoa com quem temos um relacionamento; significa ser autônomo, livre do medo da perda, começar a realmente desfrutar dos frutos do amor.

Advertisement

Portanto, é importante ter metas, no entanto, elas servem para nos dizer em qual direção seguir; mas o caminho que teremos que enfrentar é cheio de infinitas possibilidades, e o caminho para enfrentá-las é o distanciamento emocional. De fato, ao longo do caminho, nos depararemos com um problema: praticando o real desapego, então, não forçaremos as soluções, mas vamos esperar pacientes, descobrindo as oportunidades que a situação problemática nos abre. Dessa forma, não apenas sofreremos muito menos na adversidade, mas encontraremos a solução mais rapidamente, e isso nos permitirá crescer como pessoas.

Em vez de nos apegarmos emocionalmente a um resultado específico, começamos a nos apegar ao presente, que é tudo o que temos e o único 'lugar' no qual podemos ser felizes.

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado