As crianças não se "perdem" na rua, mas dentro das paredes de casa - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
As crianças não se "perdem" na rua,…
A paciência e o silêncio são as principais virtudes das pessoas fortes Ainda hoje o peso da gestão da casa e dos filhos recai quase todo sobre a mulher, afirma um estudo

As crianças não se "perdem" na rua, mas dentro das paredes de casa

3.466
Advertisement

O ambiente familiar tem uma influência decisiva no desenvolvimento intelectual e emocional dos pequenos. Também pode haver casos de adolescentes tranquilos ​​criados em famílias disfuncionais ou crianças problemáticas que vivem em lares cheios de amor e harmonia, mas essas são principalmente "exceções à regra". Na maioria dos casos, o indivíduo é o produto do contexto ao qual ele pertence, em modo que se ele é inadapto no mundo externo que dizer que algo não está funcionando dentro de casa.

As instituições escolares certamente têm o dever de orientar e educar os jovens, mas é a família que tem a tarefa de incutir em sua mente os valores centrais de respeito, empatia, certo e errado. Muitas vezes, quando a escola manda chamar os pais para repreendê-los por causa do comportamento particular de seus filhos, eles reagem negativamente, com rigidez e fechamento. Ignorar ou recusar um conselho, um ponto de vista externo, significa negar a própria responsabilidade, excluindo a possibilidade de melhoria.

Em vez disso, uma verdadeira aliança deve ser estabelecida entre pais e professores, uma colaboração que visa cuidar do crescimento dos jovens, tanto dentro como fora da sala de aula. Uma mãe ou pai que boicote o trabalho de um educador alimenta o sofrimento da criança e faz com que ela continue "perdida". A limitação da escola é que crianças e adolescentes frequentemente a identificam como uma organização despótica, impondo obrigações e regras desnecessárias e entediantes. Aqui entra em jogo o papel da família, procurando entender melhor as razões e o valor positivo de uma boa educação, respeito e boa convivência social.

O guia real não são as ordens, as instruções, o "sim" e o "não" dependendo da necessidade, mas o amor, paciência e compreensão, que são os ingredientes para nutrir uma personalidade saudável, uma criança feliz que será um adulto "bem resolvido".

Advertisement

Deixe um comentário!

x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado