Uma mulher o chama "motociclista sujo" e ele demonstra a ela toda a estupidez do seu preconceito - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Uma mulher o chama "motociclista sujo"…
Uma mulher volta das férias e traz com ela o cachorro que ficou ao seu lado o tempo todo Estas fotos do mundo inteiro nos demonstram como o nosso planeta está cheio de surpresas

Uma mulher o chama "motociclista sujo" e ele demonstra a ela toda a estupidez do seu preconceito

Por Roberta Freitas
12.251
Advertisement

Quantas vezes na sua vida você parou e julgou as pessoas pelas aparências e tomou decisões com base em dados puramente estéticos? Esperamos que não com muita frequência, porque, como dizem, "julgar um livro pela capa" pode representar não apenas um erro de julgamento, mas também uma forte limitação, na maioria dos casos. Você não pode conhecer a história de uma pessoa ou sua personalidade simplesmente pela maneira como ela se veste e sua aparência física em geral. Infelizmente, essa tendência a julgar "o diferente" é bem conhecida. Luc Perreault, um motociclista robusto e tatuado, foi julgado mal por uma senhora muito rude, então ele resolveu responder a ela com um post no Facebook, que se tornou viral.

via: Megaphone
image: Tim Horton

Na época, Luc Perreault estava testando a motocicleta de sua mãe e, após várias horas de viagem, decidiu parar em um restaurante de Tim Horton, no Canadá. Sendo muito alto e vistoso, o motociclista deve ter chamado a atenção de uma menininha que estava na fila no restaurante com a mãe. Em vez de ficar assustada ou intimidada por aquele gigante, a criança simplesmente pensou em cumprimentá-lo, sorrindo. Luc sorriu de volta e apenas disse "Olá". Em resposta, a mãe da menina pegou a mão dela e se afastou, comentando: "Você não deve falar com esses motociclistas sujos".

A resposta de Luc não demorou a chegar e ele escreveu sobre o evento desagradável em seu Facebook no mesmo dia. O post de Luc é dedicado "àquela família com o SUV vermelho que estava no Tim Horton hoje" e começa com sua apresentação:

"É verdade, sou grande e gordo, peso 127 Kg, sou cheio de tatuagens e ando de moto. Sou soldador, faço barulho, bebo cerveja, xingo e, à primeira vista, você pode pensar que vou te comer".

Advertisement

"O que você não sabe é que eu sou casado há 11 anos, meus filhos me chamam de pai, me formei e minha mãe está tão orgulhosa de mim que ela diz a todos que sorte ela tem de ter um filho maravilhoso. Quando minha filha quebrou o braço, chorei mais que ela. Leio livros, ajudo pessoas, faço de tudo para agradecer aos veteranos de guerra e até chorei assistindo o filme Armageddon..."

A sua carta, continua assim:

"Então, da próxima vez que eu sorrir e dizer olá para sua garotinha e você a puxar para longe, dizendo: 'Não, não querida, você não fala com aqueles motoqueiros feios e sujos', lembre-se de que, mesmo que você esteja machucando meus sentimentos, esse "motoqueiro sujo" seria a primeira pessoa a entrar em sua casa em chamas para salvar o peixe dourado de sua filha, apenas para impedir que ela chore!"

Precisa de mais para reiterar que NUNCA devemos julgar um livro pela capa?

Tags: Histórias
Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado