Multas para os pais dos alunos que fazem bullying na escola: a iniciativa de três cidades americanas - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Multas para os pais dos alunos que fazem…
Este cachorro adotou 7 gatinhos e cuidou deles como se fossem seus filhos O vínculo criado entre mãe e filha, no bem e no mal, pode marcar uma vida inteira

Multas para os pais dos alunos que fazem bullying na escola: a iniciativa de três cidades americanas

Por Roberta Freitas
1.252
Advertisement

O bullying e o cyberbullying se tornaram fenômenos cada vez mais em voga. Casos de abuso, insultos, bullying que antes pareciam isolados, hoje, graças à ascensão e à enorme expansão das redes sociais, são cada vez mais comuns, devido ao fato de que é mais fácil permanecer anônimo.

Inútil será dizer que, para os menores vítimas de bullying real ou virtual, as consequências podem ser devastadoras. Não é por acaso que, para lidar com esse fenômeno, há uma crescente insistência em uma conscientização necessária, que começa nos primeiros anos de escola.

Não faltam iniciativas em todo o mundo, mas sempre podemos fazer algo mais, como mostram as medidas especiais tomadas nas três cidades americanas sobre as quais estamos prestes a falar.

Em Shawano, Wisconsin Rapids e Plovin, três centros no Estado de Wisconsin (EUA), se um garoto for pego fazendo bullying, seus pais serão multados.

Essas são penalidades de até US$ 313, que se enquadram em diferentes portarias destinadas a capacitar adultos e menores na necessidade de conduzir um comportamento correto e respeitoso. Mães e pais, portanto, são em todos os aspectos considerados responsáveis ​​por quaisquer atitudes negativas de seus filhos.

Se a criança - ou adolescente - de plantão for pega em atos de bullying, ameaças, violência física ou verbal ou outro assédio, os pais recebem um aviso por escrito primeiro, que os convida a intervir com os filhos para que isso não se repitam.

No entanto, se o assédio moral continuar, a sanção será desencadeada, e incluindo as despesas burocráticas e de julgamento poderá passar de 300 dólares. Se os filhos dos pais já multados demonstrarem ser reincidentes em suas atitudes de intimidação, as multas poderão aumentar gradualmente, chegando a US$ 681.

Medidas drásticas, que inevitavelmente suscitaram muitas discussões. A intenção de implementar esse sistema de sanções é certamente útil, e os resultados não demoram a chegar. Somente na cidade de Plovin, por exemplo, houve uma queda significativa no bullying, embora nenhuma sanção pecuniária tenha sido emitida, mas apenas pré-avisos aos pais.

E, de acordo com as autoridades que promovem essas medidas, não é uma medida autoritária dizer aos pais e mães como criar filhos e filhas, mas sobre uma necessidade, que está muito viva e presente, de fazer com que os pais prestem a atenção necessária nisso.

As multas contra os pais de agressores, de fato, insistem precisamente naqueles que, de maneira repetida e sistemática, usam os meios em seu poder para desacreditar, ferir e ridicularizar seus semelhantes. Para muitas famílias, essa é uma medida justa. Embora drástico, talvez isso possa ser uma maneira de combater um fenômeno que impossibilita e arruina a vida de muitos menores.

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado