Um cachorro entra na igreja durante a missa: o padre não o afasta e começa a brincar com ele - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Um cachorro entra na igreja durante…
Um adolescente continua a se comportar mal na escola: seu pai vai para a aula e se senta ao lado dele como punição Uma mulher aproveita que o filho está dormindo para correr, deixando-o sozinho em casa

Um cachorro entra na igreja durante a missa: o padre não o afasta e começa a brincar com ele

Por Roberta Freitas
4.170
Advertisement

Existe um provérbio popular italiano que diz "ter sorte como um cachorro na igreja". Obviamente, o significado é deliberadamente irônico. Na verdade, os pobres animais, desde os tempos antigos, nem sempre eram bem tratados nos locais de culto e muitas vezes eram expulsos.

Pode acontecer, de fato, que alguns padres não tolerem a intrusão de um animal talvez considerado sujo e portador de turbulência em contextos sagrados e litúrgicos. Felizmente, porém, de vez em quando, alguns deles se lembram de que a tolerância e a aceitação são virtudes básicas da mensagem religiosa cristã, assim como o fez o padre do qual vamos falar.

image: Facebook

O que aconteceu na igreja de Nossa Senhora das Dores, aqui no Brasil, foi capturado em um vídeo que se tornou viral. Durante uma missa normal, um cachorro passou por entre os bancos dos fiéis em oração. Depois de pular um pouco aqui e ali, mordiscando algumas flores, ele silenciosamente se dirigiu ao altar. Ali, porém, o padre D. José Geraldo Sobreira decidiu não afastá-lo, mas sim recebê-lo como ele merecia.

O padre respondeu à vivacidade do cachorrinho brincando com ele, sem ficar irritado porque ele puxava carinhosamente a sua batina. A doçura e a simpatia do homem de fé foram verdadeiramente louváveis. Em vez de considerar o bichinho um estorvo, ele reagiu com ironia e alegria, se mostrando gentil com um novo amigo de quatro patas.

image: Facebook

Logo em seguida, o dono do cachorro foi localizado. Era um homem idoso com Alzheimer que o tinha perdido horas antes. Normalmente, os animais não são permitidos na igreja, pois podem criar confusão ou sujeira, mas decoro e humanidade são questões diferentes.

Aqueles que acreditam na benevolência de Deus devem transformar sua existência na manifestação tangível desse amor. Isso se traduz em respeito por todas as criaturas, pois celebrar a vida é um poderoso ato de fé que tem muito mais valor do que manter tudo em ordem.

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado