Encontram uma coruja na árvore de natal do Rockefeller Center: ela viajou 270 km em 2 dias - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Encontram uma coruja na árvore de natal…
Um cachorro foge de casa e é As estradas estavam congeladas e não eram seguras: o motorista do ônibus escolar para e paga o café da manhã para todas as crianças

Encontram uma coruja na árvore de natal do Rockefeller Center: ela viajou 270 km em 2 dias

Por Roberta Freitas
871
Advertisement

Para muitos não existe Natal se não ouvirem primeiro certas canções, se não fizerem a árvore em casa ou se não forem fazer as tradicionais compras de Natal. Nos Estados Unidos, um dos sinais de alerta do Natal é a instalação do pinheiro gigante no Rockefeller Center. Todos os anos, os cidadãos aguardam com ansiedade a espetacular iluminação da árvore de Natal e, a partir desse momento, é como se o período natalício tivesse começado oficialmente.

Este ano a instalação da árvore foi acompanhada por um acontecimento que despertou muita ternura: um trabalhador reparou que entre os ramos do pinheiro havia uma corujinha assustada. A ave de rapina fez uma viagem de 2 dias por mais de 270 quilômetros para chegar até Nova York!

via: NY Post

A história se espalhou por toda a mídia americana e então chegou em todos os cantos do resto do mundo. Uma pequena coruja foi encontrada na árvore de Natal destinada ao Rockefeller Center e foi milagrosamente resgatada e colocada em segurança.

A pequena ave de rapina foi notada por um trabalhador que segurava a enorme árvore - este ano cortada da floresta da cidade de Oneonta. Espantado por encontrá-la ali após uma viagem de 270 quilômetros em 2 dias, o homem se certificou de que a coruja não estivesse ferida: devido ao seu pequeno tamanho, imaginou que fosse um bebê retirado da mãe.

Depois de compartilhar o fato com sua esposa por meio de mensagens, foi a mulher que conseguiu entrar em contato com o Ravensbeard Wildlife Center, uma associação de especialistas em reabilitação de animais selvagens. Depois de se certificar de que o centro poderia cuidar de uma coruja, a ave de rapina do Rockefeller Center foi levada ao local.

Ao contrário da hipótese do trabalhador, a coruja não é jovem, mas um espécime adulto, mais precisamente um Aegolius acadicus, típico da América do Norte.

Advertisement

No centro, eles chamaram a coruja de Rockefeller, tendo sido encontrada no centro homônimo e na árvore de Natal homônima. Especialistas do centro decidiram que a coruja não será devolvida para o lugar de onde veio, e isso gerou muitas críticas.

Os especialistas garantiram que é uma escolha considerada: Rockefeller é um espécime adulto que saberá muito bem como encontrar um lugar para morar. Sujeitá-lo a uma nova viagem de 300 quilômetros pode ser mais arriscado para ele.

A história comoveu os cidadãos americanos e não só, mas também levantou uma questão mais delicada: as árvores que são cortadas todos os anos para decorar casas e praças ao redor do mundo povoam as florestas e são o lar de muitos animais que todos os anos, no meses de inverno, veem a sua casa sendo levada embora, para ser iluminada e decorada a quilômetros e quilômetros de distância.

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado