Uma mulher em perigo bate na porta de um quartel e deixa um bebê recém-nascido para o corpo de bombeiros - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Uma mulher em perigo bate na porta de…
Aos 93 anos, ele se apaixona por outra mulher e pede o divórcio de sua esposa para Um homem de 78 anos é

Uma mulher em perigo bate na porta de um quartel e deixa um bebê recém-nascido para o corpo de bombeiros

06 Março 2021 • Por Roberta Freitas
25.579
Advertisement

Os bombeiros estão acostumados a lidar com qualquer situação, mesmo a mais crítica. Assim que o alarme dispara ou recebem uma chamada, eles estão prontos para correr em socorro de quem precisar de ajuda para garantir a sua segurança. Mas os bombeiros da Estação 75 em Santa Ana, Califórnia, nunca esperavam que alguém viesse desesperadamente em busca de ajuda batendo em sua porta.

Uma mãe desesperada batia e tocava a campainha do corpo de bombeiros. O capitão Daryll Milliot, então de plantão, foi abrir a porta e encontrou uma mulher segurando uma menina recém-nascida nos braços. A mulher disse simplesmente: "Tenho que dar meu bebê a você". Foi a primeira vez que a brigada se deparou com situação semelhante: uma mãe em busca de ajuda e um filho em busca de um lar. Foi uma situação diferente das outras, mas o capitão - junto com Michael de Leon, Tyler Green e Shawn Stacy - imediatamente resolveu cuidar do assunto.

Esses homens fizeram o possível para confortar a garotinha chamada Naomi e esperaram a chegada das assistentes sociais. Embora sua intervenção tenha sido oportuna e os bombeiros tenham passado muito pouco tempo com o bebê, eles ainda se consideram "tios não oficiais". Pouco depois de ser levada sob custódia pelos serviços sociais, Naomi foi adotada por Krysten e Kurt Snyder. O casal estava prestes a adotar um bebê de um ano mas, assim que souberam da pequena Naomi, perceberam que precisavam cuidar dela.

Advertisement

Então correram para comprar todas as coisas necessárias para a menina e nunca se esqueceram dos bombeiros que, embora por pouco tempo, cuidaram dela. No dia da cerimônia de adoção, de fato, eles convidaram os "tios não oficiais" para compartilhar sua alegria. Para Michael Leon, o bombeiro presente no dia em que sua mãe bateu na porta, foi um dos dias mais emocionantes de sua carreira. Revê-la foi uma felicidade infinita: os bombeiros não poderiam ter ficado mais felizes que a pequena Naomi tivesse encontrado uma família que a ame e cuide dela.

Segundo a mãe de Noemi, a mulher que bateu na brigada naquele dia foi extremamente corajosa: ciente de que não poderia cuidar da menina, fez questão de lhe garantir um futuro melhor.

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado