Aos 30 anos ela se torna uma mulher e sua filha de 3 anos o aceita pelo que ele é: "Você é linda" - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Aos 30 anos ela se torna uma mulher…
Uma mãe faz com que seu filho de 9 anos acompanhe o nascimento de sua irmã mais nova: ela quer ensiná-lo como as mulheres são fortes

Aos 30 anos ela se torna uma mulher e sua filha de 3 anos o aceita pelo que ele é: "Você é linda"

30 Abril 2021 • Por Roberta Freitas
981
Advertisement

Uma família é sempre uma família, quer seja considerada tradicional ou não. Não é certo que para formar um núcleo familiar perfeito deve haver um pai, uma mãe e um filho, o importante é que o amor reine como valor supremo dentro da casa e que todos os membros que a compõem sintam carinho e respeito mútuos, apesar das opções de vida que podem ser escolhidas. Esta é a história de Rachel Does, uma mulher de 30 anos de Iowa, nos EUA que até os 28 teve que reprimir uma parte muito importante de si mesma...

Sim, porque Rachel Does não nasceu mulher, mas se tornou aquela que hoje todos conhecem, admiram e amam após anos de crise interior e repressão de seu verdadeiro ser. Rachel sempre se sentiu não pertencente ao mundo masculino que a Mãe Natureza lhe deu, por isso desde os 6 anos teve que esconder esse aspecto dela da família e dos amigos. Mas em agosto de 2011 Rachel conheceu Lindsay Does, se casou com ela e tiveram uma linda menina chamada Raelee; infelizmente, o casamento não durou muito, então o casal se separou definitivamente em fevereiro de 2019.

Depois de se separar de Lindsay, Rachel sabia que era hora de finalmente abraçar o que ela realmente sentia que era e sempre tinha escondido de todos; ainda homem, havia começado o tratamento hormonal, que nos meses seguintes lhe teria conferido características fisiológicas cada vez mais semelhantes às de uma mulher; o homem também começou a se vestir e se maquiar como uma mulher, e no final a nova Rachel se declarou na frente de todos, sem se esconder mais...

Não só todos aceitaram bem, desde amigos a parentes e colegas de trabalho, mas também a pequena Raelee que, aos 3 anos, aceitou o seu "novo pai" sem qualquer discriminação. Rachel contou sobre sua experiência: "Comecei a transição quando minha filha tinha apenas um ano de idade e comecei a usar maquiagem e a me vestir mais feminina. Um dia, minha filha me perguntou por que eu estava usando maquiagem e eu apenas disse 'porque eu gosto', e isso foi o fim de suas perguntas. Minha filha é a melhor de todas, pois ela é a garota mais aberta que já conheci e ela está sempre ao meu lado. Diz "Eu te amo" e "você é linda", não acho que teria forças para ser meu eu verdadeiro sem ela. Ela ainda me chama de 'pai' e tudo bem - eu a respeito e deixo que ela escolha o meu nome".

Advertisement

A lição de vida que Rachel aprendeu é realmente valiosa e deveria ensinar todas aquelas pessoas que ainda têm medo de se mostrarem como são por causa dos preconceitos dos outros: "Nunca é tarde para ser quem você é e sua felicidade e saúde mental são muito importantes - se eu posso fazer isso, qualquer um pode!"

Parabéns pela coragem e pela nova vida, Rachel!

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado