Este menino de 8 anos foi rejeitado por todas as escolas do país por causa de seus longos cabelos crespos - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Este menino de 8 anos foi rejeitado…
Ela é adotada por sua assistente social após passar 8 anos em um orfanato:

Este menino de 8 anos foi rejeitado por todas as escolas do país por causa de seus longos cabelos crespos

04 Maio 2021 • Por Roberta Freitas
2.190
Advertisement

A escola, assim como os locais de trabalho, costumam ter um código de conduta que inclui também regras quanto ao vestuário mais adequado a ser adotado em sala de aula. Existem escolas que mantêm o uniforme ou o avental, enquanto outras deixam as crianças livres para se vestirem normalmente, sempre dentro dos limites do bom gosto e da decência. É fácil, na adolescência, encontrar alunos com roupas um pouco bizarras, mas nada disso afeta realmente seu desempenho escolar. Em qualquer caso, no entanto, essas são regras que devem ser respeitadas. Farouk James é um menino de 8 anos com cabelos cacheados muito compridos. Infelizmente, parece que as escolas em seu país, o Reino Unido, não toleram cabelos compridos nos alunos matriculados.

Farouk James adora seu cabelo e sua mãe Bonnie, nunca gostaria de ter que forçá-lo a cortar as madeixas. Aparentemente, no entanto, no Reino Unido, as políticas escolares em relação a esse assunto específico são muito rígidas, tanto que a mãe de Farouk não consegue encontrar uma instituição que aceite seu filho sem problemas. É possível ser suspenso da escola por um corte de cabelo? Aparentemente sim, embora o cabelo de Farouk seja completamente natural.

A escola tem repetidamente "ameaçou" Farouk de cortar os seus cabelos, já que o comprimento de suas mechas não foi reconhecido como admissível pelo instituto. No entanto, se Farouk fosse uma menina, o problema não teria surgido. Parece, portanto, haver regras discriminatórias. E pensar que, anos antes, o irmão mais velho de Farouk havia frequentado a mesma escola, a "London Oratory",  e sua mãe havia sido contatada pelo instituto porque o cabelo do filho era... “muito curto”! Já faz um tempo desde aquele dia, mas a política da escola aparentemente não mudou em nada.

Advertisement

Bonnie e seu filho Farouk, no entanto, não têm intenção de desistir e se curvar a essa regra "absurda", tanto que lançaram um movimento, chamado de  "the Mane Generation", para poder mudar as coisas de uma vez por todas. Na verdade, não são apenas eles que têm tido problemas desse tipo: graças à cobertura da mídia que Farouk tem (no Instagram ele é seguido por 270 mil pessoas!), muitos outros pais se viram aderindo ao movimento.

Imagine que seu filho seja mandado para casa, sem a possibilidade de seguir as aulas, por causa do cabelo comprido: você aceitaria? Você gostaria que ele cortasse o cabelo? Lembre-se que, se fosse menina, Farouk não teria esse mesmo problema.

Conto para gente o que você pensa nos comentários!

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado