O maior colecionador de Barbie do mundo é um médico italiano: ele tem mais de 10.000 bonecas em casa - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
O maior colecionador de Barbie do mundo…
Uma mulher se cansa do marido e tenta vendê-lo pela internet: Menino de 11 anos é adotado por pai solteiro:

O maior colecionador de Barbie do mundo é um médico italiano: ele tem mais de 10.000 bonecas em casa

23 Junho 2021 • Por Roberta Freitas
533
Advertisement

Se você é apaixonado por alguma coisa, você faria qualquer coisa para ter o produto mais recente: quer se fale de brinquedos, livros, filmes, discos, até mesmo quadrinhos ou itens vintage, você faria qualquer coisa para ter a última peça que faria da sua coleção particular, uma obra-prima absoluta que entraria para o livro dos recordes. Por falar em bonecas e brinquedos, existe um homem na Itália que entrou por direito na história do colecionismo de gêneros graças à sua paixão por Barbies.

O homem recordista se chama Antonio Russo e é um urologista napolitano que detém o recorde de maior colecionador de Barbie do mundo; esta famosa boneca criada pela Mattel se tornou ao longo do tempo a paixão absoluta deste médico que "esconde" uma fixação sem limites por cada modelo já lançado no mercado, no passado e no presente, da boneca mais famosa e mais colecionadas pelas meninas de todo o mundo.

Uma paixão que nasceu na infância mas que só na idade adulta, quando constituiu família e teve uma filha, passou a ser uma verdadeira coleção.

Antonio Russo contou a origem de seu amor desmedido por essas famosas bonecas Mattel com as seguintes palavras: “Quando eu era pequeno conheci a primeira Barbie na casa da minha prima: era uma boneca trazida dos Estados Unidos e me ocorreu que era uma boneca que não choramingava, que não fazia xixi em si mesma como as primeiras bonecas animadas. E gostei da ideia de que ela tinha roupas e aventuras. Nunca brinquei com a Barbie, mas inventei histórias com ela. Eu sempre a segui e em 92, com o nascimento da filha de um casal de amigos, a paixão se reacendeu quando comprei bonecas para a menina. Sendo metódico comecei a estudar: primeiro entendi o que queria colecionar e então comecei a colecioná-las de forma histórica, tentando entender a evolução da boneca ao longo dos anos e buscando versões feitas para outros países".

Advertisement

Para se tornar um dos maiores colecionadores do mundo, no entanto, é necessário não apenas ter paixão, mas também método e atenção às edições anteriores; um saber não só filológico que levou Antonio Russo a colecionar mais de 10.000 bonecas do presente e do passado em casa: “Cheguei a 10 mil bonecas Barbie e não me imponho limites, sempre procuro aquela mais estranha, o objeto que não deveria existir, mas que realmente existe!"

Agora, para acompanhar todos os modelos que tem em casa, Antonio Russo criou em seu computador um arquivo excel no qual catalogou todas as bonecas que possui e todas as avaliações monetárias para uma eventual venda no mercado de colecionadores no futuro.

image: Pxhere

Na verdade, no momento, Antonio não pretende deixar sua coleção de Barbie em um museu, mas dar tudo em herança ao filho, que odeia essas bonecas e o mundo ao seu redor: “No final vou deixá-las para meu filho, que odeia as bonecas e o mundo delas, porque de alguma forma elas roubaram dele o interesse maior que eu deveria ter por ele. Ele sempre disse que no dia em que as herdar vai queimá-las, então na hora certa, se elas ainda serão capitalizáveis, vou vendê-las para deixar o equivalente em dinheiro para ele".

 

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado