Enfermeira criticada por suas formas "chamativas demais": "me acusam de ser inadequada quando estou no trabalho" - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Enfermeira criticada por suas formas…
Estes dois homens se casaram com a mesma mulher ao mesmo tempo sem saber: agora são grandes amigos Clientes rudes fazem uma garçonete chorar: a gerente do restaurante decide fechar a cozinha mais cedo

Enfermeira criticada por suas formas "chamativas demais": "me acusam de ser inadequada quando estou no trabalho"

04 Agosto 2022 • Por Roberta Freitas
417
Advertisement

Nenhum de nós escolhe a forma do nosso corpo. Claro que podemos prestar atenção, ir na academia, seguir uma dieta, mas se for alto, baixo, ou tiver formas mais ou menos vistosas, não podemos intervir muito, a menos que não se decida recorrer à cirurgia plástica. Uma coisa que o protagonista desta história nem sequer pensou.

Ela, criticada porque o uniforme de enfermeira, que usa todos os dias, abraça demais o corpo e enfatiza demais as suas formas, respondeu que não vai fazer nada para mudar a si mesma. A razão deve ser buscada sobretudo no fato de que tal escolha seria guiada por opiniões externas e não por seu desconforto.

via: The Sun

Erika Diaz é uma jovem de 22 anos que compartilhou na web sua decepção por ter recebido muitas críticas de quem não consegue literalmente "vê-la" no papel de enfermeira. Por qual motivo? Suas formas seriam "excessivas" e, segundo quem a acusa, sua presença seria inadequada no local de trabalho.

É certo criticar uma pessoa e tentar mudá-la apenas pelo seu corpo? A resposta, pelo menos na maior parte das vezes, é não, mas há quem discorde e defenda que em alguns círculos é necessária uma certa etiqueta. Erika, no entanto, quis enfatizar que o uniforme sob acusação, não foi de sua escolha, mas foi fornecido pela estrutura. É por isso que ela não pode se comportar de maneira diferente e tem que usá-lo. O que fez muitos usuários torcerem o nariz.

"Você poderia ter pegado um tamanho maior e se dado a chance de respirar" - diz um comentário e novamente - "Sou diretor de escola e nunca permitiria que um de meus funcionários aparecesse vestido assim. Não quero ver unhas coloridas, nem maquiagem, nem perfume". Para outros, é simplesmente não profissional e incorreto. Todas as opiniões às quais Erika respondeu na mesma moeda, argumentando que este é o corpo dela e não é "falso", como alguém sugeriu.

"Escolhi dedicar minha vida a melhorar a dos outros e certamente não serei bloqueada pelas opiniões dos outros, para mim são irrelevantes".

Uma resposta que silencia todos os seus "oponentes" e com a qual muitos concordam. Houve quem, de fato, assumiu sua defesa e respondeu desmontando as críticas que vinham da web.

O que você acha disso? Ela está certo ou não?

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado