Homem de 33 anos se queixa de dores abdominais todos os meses: descobre que tem ovários e útero - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Homem de 33 anos se queixa de dores…
Avô de 93 anos se sente sozinho e não tem comida em casa: chama a polícia para ter companhia

Homem de 33 anos se queixa de dores abdominais todos os meses: descobre que tem ovários e útero

06 Agosto 2022 • Por Roberta Freitas
502
Advertisement

Embora o mundo tenha evoluído graças ao progresso tecnológico e à medicina, ainda existem muitos mistérios relacionados à natureza humana e ao comportamento dos seres humanos que permanecem sem solução. Talvez por isso, existam alguns casos particulares de gestantes que, no entanto, não percebem que estão grávidas até o momento do parto. E talvez seja também por isso que a incrível descoberta feita por um homem de 33 anos de uma pequena aldeia da província de Sichuan, na China, ainda nos deixe sem palavras: depois de anos reclamando de dores abdominais e vestígios de sangue na urina, o jovem descobriu que tinha ovários e útero.

via: Mirror

Chen Li, cujo nome foi alterado por motivos de privacidade, há muito se queixava dessas dores abdominais que apareciam todos os meses e dos vestígios de sangue na urina, mas só recentemente encontrou uma maneira de consultar um médico. O homem explicou sua situação ao médico e, após uma análise cuidadosa, descobriram que era intersexual: Chen Li nasceu com órgãos masculinos e femininos ao mesmo tempo, apesar de ter órgãos genitais exclusivamente masculinos. As dores e o sangue que apareciam a cada mês nada mais eram do que a manifestação do ciclo menstrual. Uma descoberta perturbadora para Chen Li, que no passado acreditava sofrer de apendicite. O jovem sempre se identificou como homem, apesar de ter uma presença massiva de hormônios femininos em seu corpo, comparáveis ​​aos de uma mulher adulta saudável. O homem passou por uma operação cirúrgica de três horas para remover seus órgãos femininos e continuar vivendo sua vida como homem.

O cirurgião que o operou disse: "ele se sentiu imediatamente à vontade e sua confiança foi restaurada após a cirurgia. A partir de agora ele poderá viver sua vida como homem, mas não poderá se reproduzir". São casos raros que, no entanto, geralmente são descobertos na adolescência e que não causam nenhum dano físico, mas podem dar origem a traumas psicológicos. Parece absurdo não perceber que algo está errado ou adiar uma consulta médica por tanto tempo, mas muitas pessoas parecem escapar propositalmente dos exames por medo ou vergonha.

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado