Passageiro passa mal em voo de 10 horas: médico a bordo o mantém vivo até o pouso

por Roberta Freitas

23 Janeiro 2023

Passageiro passa mal em voo de 10 horas: médico a bordo o mantém vivo até o pouso
Advertisement

As viagens aéreas costumam ser tranquilas e até um pouco chatas, principalmente se forem longas distâncias: na verdade, não é tão agradável passar horas inteiras sentado em uma poltrona olhando as nuvens, mas felizmente você pode assistir a filmes ou ler livros enquanto espera para chegar no seu destino. No entanto, um voo recente de Londres para a Índia teve uma jornada muito, muito agitada: o Dr. Vishwaraj Vemala - hepatologista consultor dos Hospitais da Universidade de Birmingham, Inglaterra - salvou milagrosamente a vida de um passageiro que quase morreu duas vezes durante a viagem, que durou cerca de dez horas.

via BBC

Advertisement

Dr. Vemala estava voando do Reino Unido para a Índia para levar sua mãe de volta para sua cidade natal, Bangalore, quando a tripulação do vôo AI128 iniciou uma busca frenética por um médico: um passageiro de 43 anos sem nenhuma condição médica anterior, tinha caído no corredor do avião, sofrendo uma parada cardíaca. O Dr. Vemala interveio de imediato, tentando reanimá-lo durante cerca de uma hora: “perguntei à tripulação se tinham algum medicamento. Felizmente tinham um kit de emergência que, para minha grande surpresa, incluía medicamentos para reanimação e vitais”, disse.

A tripulação forneceu ao médico oxigênio e um desfibrilador externo automático, enquanto outros passageiros a bordo ofereceram um monitor de freqüência cardíaca, aparelho de pressão arterial, medidor de pulso e glicosímetro para monitorar os sinais vitais do paciente. Após a extenuante reanimação, o homem de 43 anos recuperou a consciência e começou a falar, mas pouco depois voltou a ter uma parada cardíaca: "ele esteve sem pulso e sem pressão arterial decente durante quase duas horas de voo; juntamente com a tripulação, tentamos mantê-lo vivo por cinco horas no total", continuou o médico.

Advertisement
Pexels - Not the Actual Photo

Pexels - Not the Actual Photo

Dada a condição instável do passageiro, Dr. Vemala e o piloto tentaram pedir permissão para pousar no aeroporto mais próximo no Paquistão, mas sem sucesso. Em vez disso, eles conseguiram pousar no aeroporto de Mumbai, na Índia, também encontrando uma equipe médica pronta para resgatar o homem de 43 anos no solo. "Foi extremamente assustador para todos nós. Suspiramos aliviados quando soubemos que poderíamos pousar em Mumbai. Quando pousamos, o passageiro havia sido reanimado e podia falar comigo. No entanto, insisti que ele fosse levado ao hospital para ser examinado", disse o Dr. Vemala.

Para o Dr. Vemala, era a primeira vez que tratava um paciente em parada cardíaca em condições completamente incomuns: "como hepatologista, trato pacientes extremamente doentes e pacientes que fizeram transplante de fígado, mas acho que nunca tratei uma parada cardíaca durante meu trabalho. Obviamente, durante minha formação médica, foi algo que eu já havia enfrentado, mas nunca em uma altitude de 12.000 metros!". Foi também a primeira vez que sua mãe o viu em ação: a mulher chorou de orgulho ao ver as proezas do filho.

O passageiro foi resgatado em Mumbai e internado no hospital acompanhado de notas detalhadas divulgadas pelo Dr. Vemala: "o paciente me agradeceu com lágrimas nos olhos. Ele me disse: 'estou eternamente em dívida com você por salvar minha vida'. Foi realmente um momento que vou lembrar para o resto da minha vida", comentou.

O que podemos dizer, os médicos são realmente os heróis de nossos tempos!

Advertisement