Ter depressão não é ser triste e ficar o dia inteiro na cama: eu conto para você como é de verdade - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Ter depressão não é ser triste e…
Um cachorro que escapou de um incêndio não para de chorar: o gesto da veterinária vai te emocionar Furar as orelhas de meninas muito pequenas não é uma boa ideia: veja os motivos

Ter depressão não é ser triste e ficar o dia inteiro na cama: eu conto para você como é de verdade

6.652
Advertisement

De uma doença desconhecida, a depressão se tornou uma "palavra" abusada. Qualquer um saberia como reconhecer os sintomas da depressão: fadiga, falta de interesse, fome ou ausência de apetite, dificuldade em dormir ou sair da cama. Mas se fosse só isso, a depressão não seria um flagelo social como é; pelo menos, seria fácil identificar os alarmes, mas sabemos que isso não é verdade.

Por que não notamos quando uma pessoa está deprimida? Por que a hipótese da depressão sempre vem apenas em casos extremos? A explicação é que não sabemos o que é a depressão, mesmo que falemos tanto dela e que em tantos se digam depressivos.  

Manuais de psicologia relatam que um dos primeiros sintomas da depressão é passar muito mais tempo na cama ou até mesmo apenas pensar em fazê-lo. Permanecer na cama significa abrigar o mundo exterior, não fazendo parte dos mecanismos diários, permanecendo em um lugar de ausência de dor e prazer. Claro que a depressão é isso, assim como também é uma perda de interesse em qualquer coisa, apatia, choro desmotivado e incontrolável, desejo excessivo de comer ou perda de apetite.

Mas a depressão não pode ser apenas isso, não pode ser tratada como uma tosse que, quando aparece, basta tomar um xarope amargo. A depressão é mais como uma sombra, que no começo parece a nossa própria sombra e depois cresce cada vez mais. 

image: pixabay.com

"Depressão significa apoiar um amigo em um momento difícil e dizer "estou bem" quando chega a hora de falar sobre si mesmo. É fazer aquilo que você sempre faz, mas não tendo controle, sentir que tudo escorrega entre os dedos sem o desejo e a força para pará-lo. É dizer em lágrimas que algo virá para nos salvar, mas saber que não temos a menor idéia do que e quando. É estar no meio de amigos, mas sentir-se distante centenas de quilômetros. Estar presente apenas com o corpo, mas sem a alma. Estar sorrindo e sentindo que isso não reflete o que você sente por dentro. Você usa óculos escuros para impedir que alguém te veja e diga "eu te vejo cansado", porque, não, o problema não é cansaço. A depressão é uma gota de serenidade em um mar de desespero: mas para as pessoas basta dizer que você não está tão mal assim."

Hoje a depressão pode ser superada. Se começa encontrando a pessoa certa com quem conversar, que nem sempre é um amigo ou parente.

Por outro lado, não espere reconhecer uma pessoa deprimida porque ela não toma mais banho, porque não sai e não come: a depressão também agarra quem vai ao trabalho, quem sorri para os filhos, quem faz amor com o parceiro. A arma mais poderosa da depressão é a capacidade de ser confundida com a normalidade, aos próprios olhos e aos olhos dos outros.

Nunca pare de perguntar às pessoas "como você está?" e de esperar a sua resposta, observando todos os pequenos sinais. Um ouvido que está disposto a ouvir é o remédio mais poderoso para dissolver a depressão.

Advertisement

Pode te interessar também:

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado