Um pit bull fica preso a uma corrente sem comida e sem água por vários dias: os vizinhos decidem salvá-lo - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Um pit bull fica preso a uma corrente…
Os sagitarianos são pessoas únicas: veja 10 características que fazem deles tão especiais Depois dos 40 anos deveríamos trabalhar somente três dias por semana: é o que diz a ciência!

Um pit bull fica preso a uma corrente sem comida e sem água por vários dias: os vizinhos decidem salvá-lo

24.099
Advertisement

Infelizmente, há muitas pessoas que maltratam os animais depois de tê-los acolhidos em casa por opção. O que se passe na cabeça dessas pessoas nós não sabemos, mas uma coisa é certa: se são capazes de fazer esse tipo de coisa aos seus amigos de quatro patas, nada impede que um dia não façam a mesma coisa com seus semelhantes. Por essa razão, os episódios de violência com animais devem ser severamente punidos por lei. Felizmente, há muitas outras pessoas que, quando veem uma situação de abuso, não ficam paradas e ajudam a salvar os animais dos seus tristes destinos: é o caso de Max, um pit bull acorrentado a uma árvore.

O fato aconteceu em Nova Jersey, onde vários moradores da área viram um pit bull amarrado a uma árvore: a corrente era tão apertada que impedia o pobre cão de se mover, forçando-o a ficar em contato com seu próprio excremento. Além disso, eles notaram que ele não tinha água nem comida.

A voluntária Kerry Haney do centro de resgate de animais nas proximidades, o Don't Bully Us Rescue,  foi contatada por várias testemunhas para ajudar este pit bull preso. No meio da noite, a mulher foi até o endereço onde estava o cachorro, mas não o encontrou. Ela ligou para a polícia local e descobriu que eles o haviam resgatado, depois de vários relatos, e levado para um abrigo de cães no condado de Gloucester. Ela também descobriu que os donos do cachorro foram considerados culpados de abusos contra o animal e haviam sido multados. 

Advertisement

Kerry Haney foi até o abrigo para ter a custódia do cachorro, o que a princípio foi negado, mas só até o momento em que o filhote foi diagnosticado com uma doença cardíaca. Desta forma, a voluntária conseguiu obter a custódia do pit bull, chamado Max, e assim pode cuidar dele e adestrá-lo. Na verdade, o cão nunca foi educado por seus donos anteriores e teve que aprender muitas coisas. Além disso, quando ele era um filhote nunca teve a oportunidade de brincar com outros cães, por isso tem a mesma energia que um filhote de 4 meses de idade. 

Max é um cão muito fofinho, adora brincar com outros cães e ficar em companhia. Kerry está cuidando dele esperando que ele seja adotado por uma família mais amorosa do que a anterior.

A lição que podemos aprender com essa história? Que, em face a um abuso ou injustiça, não devemos ficar de braços cruzados! Temos que entrar em contato com as autoridades e, se necessário, intervir - sem obviamente violar a lei. A indiferença muitas vezes causa mais danos do que a própria violência!

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado