O médico havia aconselhado que ela fizesse um aborto, depois de 15 meses ela e sua filha escrevem uma carta para o doutor - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
O médico havia aconselhado que ela…
O menino autista vai mal na prova: a professora envia aos pais uma carta que vai tocar o seu coração Ela descobre que seu noivo a está traindo: no dia do casamento ela lê uma mensagem ao invés das suas promessas

O médico havia aconselhado que ela fizesse um aborto, depois de 15 meses ela e sua filha escrevem uma carta para o doutor

Por Roberta Freitas
751
Advertisement

Courtney Baker é mãe de três filhas, a última nasceu há alguns anos. A menininha veio ao mundo por causa do desejo da mulher de não seguir o conselho de seu médico que havia dito para ela abortar. A menina tem síndrome de Down e isso, segundo o médico, teria feito com que ela não tivesse um futuro e que ele fosse cheio de dificuldades. Courtney não deu ouvidos ao homem, continuou a gravidez e, após o nascimento da pequena Emmy, escreveu-lhe uma carta, que se tornou viral.

Caro doutor,

Eu fui até você no período mais difícil da minha vida. Eu estava ansiosa, preocupada, desesperada, não sabia nada sobre a doença de minha filha e pensei que você pudesse me ajudar. Em vez de me encorajar e estar perto de mim, você sugeriu que eu fizesse um aborto. Minha família e eu já tínhamos dado um nome ao bebê e você me perguntou se entendíamos o quanto a qualidade de nossa vida seria reduzida com uma filha com síndrome de Down. Você também nos aconselhou a repensar nossa escolha de continuar com a gravidez.

O período mais difícil da minha vida tornou-se ainda mais horrível porque você não me contou a verdade: ou seja, que meu bebê era perfeito. Não estou brava nem amargurada, estou apenas triste. Triste porque esses pequenos corações não enchem sua vida de alegrias. Triste porque o milagre da vida não fez você hesitar. Triste porque você estava errado em dizer que uma criança com síndrome de Down diminuiria a qualidade de nossa vida. E com o pensamento de que você pode "recomendar" a mesma coisa para outra mãe, isso parte meu coração. Acima de tudo, estou triste porque você nunca conhecerá minha filha Emersyn.

Veja, Emersyn não só melhorou nossas vidas, mas também a de todos aqueles que a conhecem. Ela nos deu uma alegria e um propósito impossível de expressar, ela nos deu os mais belos sorrisos e os mais doces beijos já recebidos, ela abriu os olhos para a verdadeira beleza e pureza do amor. Eu rezo para que nenhuma outra mãe passe pelo que eu passei, e espero que você possa ver em todo ultrassom o que vemos agora, puro amor e beleza. Espero também que, quando você vir o próximo filho com síndrome de Down acomodado docemente no ventre de sua mãe, possa dizer a ela que seu bebê é perfeito."

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado