As pessoas cruéis, mais cedo ou mais tarde, perdem sempre a sua máscara de bondade - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
As pessoas cruéis, mais cedo ou mais…
Uma mulher com uma personalidade forte não é aquela que levanta a voz: estes são 6 aspectos que frequentemente a caracterizam 10 modos nos quais uma filha muda completamente a vida do pai

As pessoas cruéis, mais cedo ou mais tarde, perdem sempre a sua máscara de bondade

Por Roberta Freitas
7.111
Advertisement

Era uma vez o lobo que se vestia como um cordeiro, como conta Esopo em sua história. E há indivíduos com uma alma cruel que se disfarçam sob um manto de falsa bondade. São pessoas manipuladoras que realizam chantagens emocionais disfarçadas de boas ações para despertar no outro submissão e culpa. Na vida, devemos saber reconhecer e remover aqueles que se apresentam disfarçados para alcançar um segundo fim as nossas custas.

O mal existe, é um aspecto da alma humana e cada um de nós terá conhecido, pelo menos uma vez na vida, uma pessoa má. Em alguns casos, as atitudes agressivas são influenciadas pela genética, mas o objetivo final é garantir que essas pessoas não adquiram o poder de influenciar nossas vidas.

Como reconhecer e defender-se contra a crueldade disfarçada.
Na vida cotidiana, não é incomum lidar com pessoas que agressivamente nos atacam, colocando em prática o falso bom comportamento, a manipulação emocional e o duplo jogo. Em jogo está o nosso bem-estar e precisamos nos defender das pessoas que "sugam a alma". Veja como.

Aprendendo a evitar pessoas cruéis.
Existe um padrão comum que as pessoas más usam para entrar em nossas vidas:

  1. Elas usam mentiras para se aproximar: palavras bonitas, nobres promessas que, no entanto, têm o único propósito de estar no controle e manipular.
  2. Logo nascerá a sensação de estar submisso e à mercê dessa pessoa ruim. O véu que está em nossos olhos cairá e nós começaremos a ver o indivíduo pelo que ele é.

Uma vez que esses mecanismos forem reconhecidos, a única coisa a fazer é afastar essa pessoa de nossas vidas. Pouco importa se é um parente próximo ou um amigo.

Encontramos em nós mesmos a força para romper o círculo tóxico de controle e agressão de que somos vítimas, nos distanciando definitivamente.

Tags: ÚteisPsicologia
Advertisement

Deixe um comentário!

x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado