Basta com palavras; é necessário agir para demonstrar quem somos realmente - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Basta com palavras; é necessário agir…
5 coisas que você deve fazer para se sentir mais saudável em apenas uma semana, segundo um nutricionista Depois do divórcio esta mulher quis mudar o visual: o resultado foi fantástico

Basta com palavras; é necessário agir para demonstrar quem somos realmente

1.148
Advertisement

Quando um amigo, o parceiro ou um parente nos desaponta e nos fere, um antes e um depois é criado em nossa mente. Sentir-se magoado e desapontado é sempre um algo ruim que modifica a natureza do relacionamento. Diante das palavras e justificativas da pessoa que nos enganou, muitas vezes nos sentimos enganados porque temos a sensação de que ela está simplesmente escondendo atrás de belas palavras, comportamentos errados, que poderia ter evitado.

image: pixabay

Infelizmente, a maioria das pessoas é incoerente e confia mais em palavras do que em fatos: prometem coisas que sabem que não podem alcançar e manter, dizem coisas que parecem ser as mais apropriadas no momento, sem pensar muito sobre as suas verdadeiras intenções.

Em vez disso, devemos apenas dizer o que temos certeza, prometer coisas apenas se tivermos os meios e capacidades corretos para poder alcançá-las. As palavras que saem da nossa boca devem refletir o que vem da nossa alma, mas nem sempre é esse o caso.

Não são as palavras que nos definem como pessoas. Se fosse assim, tudo seria muito mais fácil. Os comportamentos nos caracterizam. Não é suficiente dizer: "Amanhã vou chegar cedo no trabalho" para nos tornarmos uma pessoa pontual, mas o sucesso efetivo repetido de um bom propósito.

image: pixabay

As coisas se tornam mais complicadas nas relações emocionais, porque não há apenas branco e preto, mas sim vários tons de cinza. É então necessário encontrar um ponto de equilíbrio entre palavras e ações. Devemos nos esforçar para sermos o mais coerente possível, para combinar palavras com os fatos que se seguirão. Às vezes, as pessoas têm a firme convicção de que podem cumprir uma promessa, mas, em seguida, outros fatores que vão além de seu controle intervem. Aqui então dizemos: "Eu tentei, mas não deu". Ok, essa tentativa ainda é um bom equilíbrio.

Vamos agora nos colocar no papel da pessoa a quem as promessas nunca são cumpridas. Essa pessoa experimenta um sentimento de decepção, desânimo e resignação. A confiança na outra pessoa começa a vacilar. Para evitar isso, devemos nos despir de todas as expectativas que temos para com os outros. E devemos também pensar que nem sempre os outros se comportam conosco como a gente se comporta com eles. Não vamos esperar nada.

Errar é humano, somos nós que temos que administrar as emoções quando nos deparamos com as decepções. Os outros continuarão a cometer erros, continuaremos cometendo erros e a melhor maneira de nos protegermos é demolir as expectativas e falsas crenças que construímos sobre as pessoas ao nosso redor.

Diante de promessas não cumpridas, tente avaliar objetivamente a situação de tempos em tempos para não ficar desapontado.

Tags: ÚteisPsicologia
Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado