13 ações insalubres que uma mulher forte nunca faz - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
13 ações insalubres que uma mulher…
Estas meias-calças de sereia são a última moda estranha da Internet, mas tem muita gente enlouquecida por elas Você não suporta ouvir os outros mastigando? Veja qual

13 ações insalubres que uma mulher forte nunca faz

638
Advertisement

Uma mulher autoconfiante é uma pessoa livre e independente que sabe estar entre demais com facilidade e serenidade. Muitas vezes, no entanto, o caráter, a sociedade ou a educação familiar tornam possível seguir padrões de comportamento “tóxicos” que bloqueiam o potencial real e impedem o desenvolvimento pessoal. Para quebrar essas cadeias mentais, você só precisa se exercitar. Aqui estão alguns hábitos não saudáveis para eliminar e tornar-se uma mulher mentalmente forte.

image: Pixnio
  • Minimizar seus próprios sucessos. Conhecer o seu valor não significa ser arrogante. Devemos nos orgulhar dos objetivos que alcançamos, sem vaidade, mas também sem constrangimento.
  • Usar os erros dos outros para sua vantagem. Aqueles que estão conscientes do seu valor não precisam jogar sujo.
  • Desanimar. As críticas são bem-vindas apenas se forem construtivas. Nenhuma recusa ou julgamento pode diminuir ou deter aqueles com verdadeira determinação.
  • Acusar-se. As coisas nem sempre seguem o caminho certo, mas, em vez de se culpar, é mais construtivo aceitar a responsabilidade.
  • Ter medo de começar de novo. Nada está escrito e ninguém é obrigado a permanecer em uma vida à qual não se sinta pertencente. Nunca é tarde demais para se reinventar.
  • Comparar-se com os outros. Comparar a vida de uma pessoa com a de outros não é apenas inútil, mas contraproducente, porque tira tempo e recursos preciosos que poderiam ser gastos para melhorar a si mesmo.
  • Ficar obcecado com a perfeição. O progresso é bom, mas apenas se os objetivos forem alcançáveis. Exigir demais ou cedo demais só cria frustração, causa fadiga e, portanto, compromete os resultados.
  • Ter medo da vulnerabilidade. Pedir ajuda e reconhecer as próprias fraquezas são sinais de força e coragem, não de covardia e fragilidade.
image: Max Pixel
  • Remoer demais. Planejar e considerar diferentes cenários é bom, mas pensar demais torna-se improdutivo, gerando dúvidas que prejudicam a segurança e o bem-estar psicológico.
  • Evitar os desafios. Adiar ou renunciar toda vez que um teste é apresentado serve apenas para aumentar o medo.  Abordá-lo ajuda a reduzí-lo e a recuperar a autoconfiança.
  • Fazer as coisas sem se perguntar porque. Seguir as regras é bom, mas devemos manter a capacidade crítica quando é necessário quebrá-las para mudar o mundo.

Mulheres fortes não nascem assim geneticamente, mas conquistam sua condição com comprometimento e inteligência. Isto é o que as torna especiais porque elas conquistaram tudo o que são, em um processo de crescimento e cultivo de autoestima que, com o tempo, faz bem até para a alma.

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado