Uma motorista adotou um pit bull que ficou sem casa depois que a sua dona morreu - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Uma motorista adotou um pit bull que…
Esta mulher perdeu o seu anel de noivado no jardim: depois de 13 anos ela o encontra em uma cenoura A ilha grega de Anticitera procura habitantes: eles oferecem casa, terreno e 500 euros por mês

Uma motorista adotou um pit bull que ficou sem casa depois que a sua dona morreu

5.074
Advertisement

A Internet está cheia de histórias de amor e amizade nascidas por acaso entre seres humanos e amigos de quatro patas, laços incríveis que marcam a vida de ambos, mudando-as para sempre. Essas são circunstâncias fortuitas que surgem frequentemente de episódios tristes, nos quais duas almas se encontram, dando e recebendo afeto incondicional e salvando-se mutuamente. Esta é a história da extraordinária compreensão emocional entre Katie Newhouser e seu cachorro Leo.

via: People

A empresa da UPS tem uma página no Facebook, chamada Ups Dogs, onde seus funcionários publicam e compartilham fotos ou depoimentos sobre os amigos de quatro patas que encontram durante suas viagens habituais.

Acontece que durante as entregas os operadores quase sempre encontram as mesmas pessoas e os mesmos animais, de rua ou domésticos. Uma delas é Katie, que todos os dias durante suas entregas encontrou o adorável Leo e sua proprietária Tina, que se tornou sua amiga. Um dia a mulher descobriu através de um post nas redes sociais, que Tina havia morrido de repente.

Além da tristeza pela perda de um ente querido, Katie se perguntou o que aconteceria com seu cachorro. Ele entrou em contato com Cannon, o filho de Tina, perguntando se ele iria cuidar dele.

Infelizmente o homem estava no corpo de fuzileiros navais, portanto ele não tinha tempo ou maneira de cuidar dele. Katie decidiu se propor para adotá-lo, publicando a notícia na página da UPS. Agora na casa de Newhouser há outro morador muito bem-vindo, além dos outros 3 cães que Katie já tinha. 

Advertisement

Após os primeiros dias, quando se temia que Leo não fosse capaz de se integrar com seus "irmãos", agora parece que tudo está indo bem, e que o pit bull tenha se acostumado. 

Katie diz que, às vezes, o cachorro parece triste, e à noite ele se queixa da falta de sua mãe Tina mas, graças ao amor de sua nova família, ele sempre consegue superar essas pequenas crises.

Leo nunca esquecerá sua primeira proprietária, a mulher que o criou e o amou por tantos anos, mas agora, felizmente, ele está seguro, em um lugar cheio de alegria, onde se sente bem-vindo e amado como ele merece.

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado