Tablet? Não, obrigado. Para estimular a inteligência de nossos filhos é melhor um violão! - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Tablet? Não, obrigado. Para estimular…
A nova moda das unhas longas está fazendo os internautas enlouquecerem Para todas as mães: se os seus filhos forem para cama cedo o seu estresse vai diminuir

Tablet? Não, obrigado. Para estimular a inteligência de nossos filhos é melhor um violão!

719
Advertisement

A aprendizagem, para uma criança, é uma longa estrada composta de vários estágios. Quando nascemos, nosso cérebro é semelhante a uma folha de papel sobre a qual escrever experiências, personalidades, pontos fortes e fracos.

Além do fator genético, que contribui com cerca da metade, o  que uma criança será quando adulto é resultado de fatores externos, estímulos, conhecimentos, encontros e atividades que farão ao longo dos anos. Esses elementos ambientais determinam fundamentalmente a identidade, a personalidade e a inteligência da criança.

Então, vamos ver por que é importante que os pais, por seus filhos, favoreçam certos estímulos e experiências, em vez de outros.

Hoje, o desenvolvimento e disseminação da tecnologia é um fato. Tablets, smartphones e dispositivos "inteligentes" estão disponíveis para todos, jovens e idosos. Mais uma vez, no entanto, especialistas lembram que esses dispositivos nem sempre são saudáveis ​​para o desenvolvimento cognitivo das crianças.

Pelo contrário, atividades como o estudo de um instrumento musical ou aulas de teatro são uma grande ajuda para promover a inteligência básica das crianças. Os cérebros de crianças entre zero e seis anos têm todas as conexões neuronais disponíveis. São 86 bilhões de neurônios e trilhões de conexões que estão lá, prontas para serem usadas ​​e desenvolvidas de muitas maneiras.

Dispositivos eletrônicos, no entanto, com seus estímulos instantâneos e rápidos, não permitem que as crianças os gerenciem, simplesmente porque seu cérebro ainda não tem essa faculdade. Concentrando-se em uma atividade artística, por outro lado, as crianças serão capazes de fazer seus cérebros crescerem de forma gradual e estimulante, trabalhando diretamente nas conexões básicas.

image: Maxpixel

A música, nesse sentido, desempenha um papel fundamental, já que aprender a cantar ou tocar violão, piano ou qualquer outro instrumento são atividades que geram mudanças positivas nas áreas cerebrais relacionadas ao desenvolvimento cognitivo. Um estudo realizado pela Universidade de Toronto comparou, no mesmo período de tempo, crianças que realizaram atividades artísticas com outras, da mesma idade, que se limitaram às escolares.

Aquelas que cantavam ou tocavam, no final da pesquisa, mostraram melhorias significativas do ponto de vista cognitivo, após terem sustentado testes específicos de inteligência. Mesmo as crianças que participaram de aulas de teatro mostraram melhorias, especialmente em comportamento e adaptação social. Aqueles que não fizeram cursos deram apenas pequenos passos à frente.

Advertisement
image: Maxpixel

A escolha e responsabilidade, portanto, são dos pais, assim como a capacidade de dar um bom exemplo primeiro. Promover e aceitar continuamente o uso de tablets ou smartphones não é bom, pois deixará os pequenos mais fechados e menos ativos com o cérebro.

As possibilidades e predisposições são praticamente as mesmas para todos. Melhor um curso de música ou teatro do que uma tarde em frente a uma tela: a inteligência de seus filhos certamente agradecerá!

 

Fonte:

https://msu.edu/course/psy/401/snapshot.afs/Readings/WK5.PresentB.Schellenberg%20(2004).pdf

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado