Não é possível ser pai somente quando se quer: estudos psicológicos explicam a importância desse papel - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Não é possível ser pai somente quando…
5 coisas que as mulheres que já têm uma certa maturidade odeiam nos homens Um pai deixa a filha de 3 anos sozinha na cozinha por 10 minutos e ela come 18 potinhos de iogurte

Não é possível ser pai somente quando se quer: estudos psicológicos explicam a importância desse papel

1.274
Advertisement

Alguns homens, com a chegada dos filhos, decidem abandonar a mulher e, quando as coisas não estão indo bem ou não há mais amor, é melhor mesmo se separar. O problema é que certos pais entram e saem da vida de seus filhos quando bem entendem. Assim, os filhos sofrem com essas atitudes inconstantes de seus pais que, às vezes, parecem esquecer que são pais para sempre e não só em seu tempo livre.

Depois de se tornar pai, de fato, você não pode dizer "por hoje chega" ou ser pai em horários alternados, quando for mais conveniente: você é pai para sempre.

Um pai é sempre pai, e não apenas quando se lembra de ser, ou quando escreve frases de amor na redes sociais, acompanhado por uma foto tirada sabe-se lá quando.

image: Pixabay

As crianças são muito sensíveis e compreendem muito mais do que os adultos. Por esse motivo, não é correto ferir seus sentimentos entrando e saindo de suas vidas à vontade. Eles precisam de estabilidade e saber que seus pais estão próximos, porque mesmo que os relacionamentos terminem, o relacionamento pai-filho nunca deve terminar.

As crianças não têm culpas, elas são as maiores vítimas de nossas escolhas. Existem mil ocasiões para se encontrar, desde um passeio para uma refeição, até uma festa de aniversário, um cinema ou acompanhá-los à escola. Pouco importa como, desde que você dedique tempo e importância aos seus filhos.

image: Pexels

Aquela do pai é uma figura fundamental no crescimento de uma criança e é muito prejudicial sentir-se sempre rejeitada ou colocada em segundo plano. Ter um filho significa, antes de tudo, vivê-lo, saber o que ele gosta de fazer ou como está indo na escola, se tem amigos e o que gosta de comer.

Não é um objeto a ser mostrado como um troféu apenas quando convém, porque nesse momento seria melhor se afastar completamente do que continuar a machucá-lo e enganá-lo dessa maneira. Ao fazê-lo, no entanto, a primeira pessoa a perder alguma coisa é o pai. Momentos bonitos, dias que nunca mais voltarão e muito mais: tudo que realmente vale e representa presentes especiais.

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado