Um policial multou uma mulher que tinha parado o carro para amamentar a filha recém-nascida - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Um policial multou uma mulher que tinha…
Atentos, reflexivos e indecisos: os nascidos sob o signo de Libra estão entre as pessoas mais seletivas que você poderá conhecer É quando não esperamos nada dos outros que a vida volta a nos surpreender

Um policial multou uma mulher que tinha parado o carro para amamentar a filha recém-nascida

Por Roberta Freitas
8.117
Advertisement

Enquanto estava de serviço, um policial notou algo que ele achava errado com um carro estacionado. Esse policial do Departamento de Polícia de Nova York "pegou" uma mãe amamentando seu bebê de três semanas na traseira do carro estacionado. Em vez de ouvir sua história e avisá-la para não fazê-lo em público, o policial multou a pobre mulher sem cerimônia.

via: CBS News

Deveria ser ilegal para uma mãe amamentar seu bebê? A maioria das pessoas concorda que isso não deveria acontecer, no entanto, esse policial de Nova York achou que Guillermina Rodriguez tinha que pagar o "preço" de ser mãe. Como se a vida não fosse dura o suficiente para Guillermina, mãe de quatro filhos, incluindo seu bebê de três semanas, uma mulher que enfrenta o estresse da vida em Manhattan.

Ela ficou presa no trânsito por mais de uma hora, então, sua filha começou a chorar. O bebê estava com fome e Rodriguez sabia que, se ela não o alimentasse, o bebê não pararia de reclamar. Como ela não tinha outra escolha, pois estava presa em um engarrafamento, Guillermina parou o carro o mais rápido possível, entrou no banco de trás com o bebê e começou a amamentá-lo. Poucos minutos depois, um policial e um caminhão de reboque apareceram atrás de seu carro: o policial ordenou que seu carro fosse rebocado porque estava estacionado na beira da estrada.

Foi então que a mãe chocada começou a buzinar: tinha que atrair a atenção do policial, mas quando o fez, entendeu que o policial não a tinha ouvido ou vista. Em vez de ouvir a história da mãe sobre o motivo pelo qual ela havia estacionado seu carro no acostamento, o policial não a ouviu, mas a olhou com raiva nos olhos e ficou totalmente indiferente; ele não estava interessado em sua "história emocionante" e não sentia empatia pela mãe que estava apenas tentando fazer a coisa certa pelo bebê recém-nascido, como qualquer outra mãe teria feito.

Desde então, o Departamento de Polícia de Nova York alegou que o policial a multou antes de perceber a amamentação de Guillermina e, portanto, não tinha autoridade para cancelar sua notificação. Uma história incrível que mais uma vez abre um debate sobre o direito de amamentar em locais públicos. E você, de que lado está?

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado