Uma enfermeira comovida nos explica por que deveríamos ser mais gentis e dizer "eu te amo" com mais frequência - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Uma enfermeira comovida nos explica…
Coronavírus: um homem deixa papel higiênico e desinfetante fora da sua porta para os entregadores As crianças são as que mais arriscam sofrer traumas com a quarentena: o papel dos adultos é fundamental

Uma enfermeira comovida nos explica por que deveríamos ser mais gentis e dizer "eu te amo" com mais frequência

Por Roberta Freitas
11.496
Advertisement

Talvez não precisássemos de todos esses decretos e recomendações se víssemos com nossos próprios olhos o que enfermeiros e médicos veem todos os dias na unidade de terapia intensiva enquanto tratam pacientes com coronavírus. É uma doença que reduz as pessoas à solidão, rompendo todos os laços com seus familiares - nos casos mais extremos, até mesmo para sempre. As pessoas chegam ao hospital e talvez nunca mais saiam: uma filha conseguiu se despedir da mãe e dizer "eu te amo" por meio de uma chamada de vídeo, depois de dias sem se ver. Médicos e enfermeiros, embora tenham optado por seguir uma carreira "sem medo", são seres humanos e, vendo certas cenas, eles também entram em colapso.

Noemi Bonfiglio, uma enfermeira da terapia intensiva do hospital Martini em Turim, ficou muito abalada com a situação  tristíssima entre uma mãe que estava morrendo e sua filha. Certamente não é a primeira e, infelizmente, nem a última história semelhante que você verá nestes dias - dias em que o tremendo vírus parece não deixar ninguém de fora. Em seu perfil no Facebook, a enfermeira publicou em um longo post o que ela testemunha todos os dias e as emoções inexplicáveis que se vê enfrentando todas as vezes. Suas palavras são certamente muito fortes.

20:30 del 23 marzo 2020... "Signora, facciamo una videochiamata con sua figlia? vediamo se risponde!" Squilla il...

Pubblicato da Noemi Bonfiglio su Martedì 24 marzo 2020

Precisamos ficar em casa, ter paciência e esperar que o vírus siga seu curso, na esperança de que médicos, enfermeiros e todos os profissionais envolvidos tenham êxito na árdua tarefa de salvar o maior número possível de vidas. Lendo as palavras desta enfermeira, tente imaginar sua mãe ou pai em uma cama de UTI, dizendo "eu te amo" pela última vez - visualize essa imagem, pense na pessoa que você mais ama no mundo enquanto ela morre sozinha em uma cama de hospital, cercada por enfermeiras irreconhecíveis, porque elas estão cobertas por todos os tipos de máscaras e proteção contra o Covid-19. Agora você finalmente entenderá que apenas ficando em casa e limitando o máximo possível o contato com outras pessoas, é possível evitar essa situação. Isso é o suficiente para você?

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado