Rouba uma farmácia, mas depois se arrepende: "Desculpem, perdi meu emprego, estava desesperado" - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Rouba uma farmácia, mas depois se arrepende:…
“Não sou mãe por opção, mas continuo uma mulher válida”: o testemunho de quem decidiu não ter filhos Duas meninas são eleitas rei e rainha do baile da escola: alguns pais se opõem à decisão

Rouba uma farmácia, mas depois se arrepende: "Desculpem, perdi meu emprego, estava desesperado"

05 Junho 2021 • Por Roberta Freitas
623
Advertisement

Hoje em dia, não ficamos mais surpresos quando ouvimos sobre situações desesperadoras, especialmente à luz da pandemia de Covid-19 que teve um forte impacto na economia de muitos países. Uma situação que deixou várias pessoas sem trabalho e, consequentemente, sem a possibilidade de continuar a levar uma vida digna. Existem aqueles que tentam sobreviver pedindo ajuda e aqueles que, por outro lado, tentam o caminho do crime. A notícia de um homem que roubou uma farmácia em Roma e depois, no dia seguinte, devolveu o que tinha roubado ao dono da loja dizendo que estava desesperado ("perdi meu emprego"), não pode deixar de nos fazer pensar na situação como um todo. Certamente, porém, o crime não é de forma alguma justificável.

image: Wikimedia

Às 16 horas de uma quinta-feira, um homem armado entrou em uma farmácia na via Tuscolana Vecchia, em Roma, exigindo receber todo o dinheiro. O empregado da farmácia, com medo, deu ao ladrão os 7.500 euros de rendimento e deixou-o escapar. Assim que perdeu o criminoso de vista, o farmacêutico se fechou no banheiro e imediatamente contatou a polícia, que começou a trabalhar assim que recebeu o telefonema. Na manhã seguinte, porém, algo inesperado aconteceu: por volta das 7h20, o dono da farmácia, que começava a chegar à sua loja, foi parado pelo próprio ladrão, com o rosto coberto. O encontro durou apenas alguns momentos, durante os quais o ladrão disse expressamente ao farmacêutico que se arrependia do seu gesto: "Estou desesperado porque perdi o meu emprego". Com essas palavras, o suposto criminoso devolveu o dinheiro ao proprietário, demonstrando também que ele tinha segurado uma arma de brinquedo o tempo todo.

image: Pexels

A polícia continua investigando o caso para localizar o criminoso arrependido; o certo é que mesmo a história de um crime é capaz de evidenciar as contradições desse momento histórico.

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado