Eles seguem os passos de um cachorro na floresta e encontram uma criança perdida de 2 anos - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Eles seguem os passos de um cachorro…
Se você vir um cachorro com um laço amarelo, aproxime-se dele com cuidado: significa que ele precisa de espaço Um soldado volta para casa depois de anos e surpreende seu irmão mais novo: o vídeo comovente de seu encontro

Eles seguem os passos de um cachorro na floresta e encontram uma criança perdida de 2 anos

15 Junho 2021 • Por Roberta Freitas
1.213
Advertisement

O maior pesadelo de um pai é perder o filho ou não encontrá-lo dormindo pacificamente em sua cama no meio da noite: onde será que está? Ele saiu de casa sozinho? Alguém o sequestrou? São milhares de perguntas que uma mãe ou um pai se fazem quando um filho desaparece, assim como as mil perguntas que Chelsea Nobel terá se feito, uma mãe que em outubro de 2017 não encontrou mais seu filho William em seu berço. 

via: Paw Buzz

Chelsea mora com seu filho William, de dois anos, em Harrison, no estado americano do Mississippi, o pequeno é uma criança com autismo não verbal, por isso deve ser sempre acompanhado por um adulto para que não se afaste, para que nada aconteça e para que alguém esteja ali para satisfazer seus pedidos e necessidades. Mas naquela noite de outubro de 2017, William não estava mais em sua cama: para onde ele tinha ido?

Chelsea não conseguia acreditar que o pequeno William havia fugido de casa e, para descobrir onde ele poderia ter ido, ela ligou para a polícia local de Harrison para iniciar uma busca completa; entre voluntários, carros da polícia e helicópteros, todos na comunidade começaram a vasculhar a área arborizada perto da casa de Chelsea, mas nenhum vestígio da criança autista de dois anos de idade tinha sido encontrado.

Até que alguns voluntários não identificaram vestígios de pés de bebê...

Advertisement

Ao lado deles, também havia pegadas diferentes, pegadas particularmente reconhecíveis: eram pegadas de um cachorro!

Muito provavelmente o pequeno William não só não estava longe, mas também não estava sozinho na escuridão daquela floresta no meio da noite; a busca estava prestes a se aproximar da verdade e do paradeiro da criança desaparecida, até que foi o próprio William que se fez notar. Graças à audição de Blake Carroll, um menino de dez anos que morava na área, a criança desaparecida foi finalmente identificada: ele estava dentro da velha caminhonete do tio de Blake, buzinava loucamente para ser notado por quem passasse por aquela zona; fora do caminhão, havia uma cadela abanando o rabo que se chamava Jezebel...

Blake imediatamente chamou seu tio para resgatar a criança desaparecida; mais tarde, carros de polícia e todas as autoridades que haviam ficado alarmadas naquela noite correram para a casa de Carroll para se certificar de que a criança encontrada era realmente William. A mãe, emocionada após sete horas de intensa patrulha noturna na mata, assim que viu a criança reconheceu imediatamente seu filho: correu para ele e não fez nada além de abraçá-lo com força!

Apesar de alguns hematomas simples e algumas picadas de insetos, William estava bem e isso era o que mais importava naquele momento. Se não fosse por aquele cachorro gentil que nunca o abandonou naquela jornada no meio da noite, quem sabe se ele teria feito estando sozinho.

Mas não importa, tudo está bem quando termina bem: e com certeza agora mamãe Chelsea e todos os policiais de Harrison ficarão eternamente gratos a Jezebel, a cadela que protegeu o pequeno William na floresta!

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado