Casal com nanismo tem três filhos, um deles nasce com altura "padrão" - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Casal com nanismo tem três filhos,…
Uma jovem é parada pela polícia por causa de um farol quebrado, mas em vez de multá-la, o agente a ajuda Ela não pode engravidar: o médico encontra uma enfermeira que atua como barriga de aluguel

Casal com nanismo tem três filhos, um deles nasce com altura "padrão"

27 Junho 2021 • Por Roberta Freitas
2.942
Advertisement

A diversidade é um dom raro que deve ser preservado e cultivado a todo custo; cuidado com aqueles que dirão que a "normalidade" é a chave para viver uma vida justa e pacífica, muitas vezes aqueles que consideramos "os diferentes" escondem histórias de resiliência e sofrimento que vão muito além do que imaginamos e que se assemelham com a história de vida de todos nós. Mesmo com algumas diferenças, somos todos iguais neste mundo, e cada um de nós na sua diversidade merece respeito, cuidado e carinho.

via: Kidspot

Muitos pensam que as pessoas com nanismo não podem conceber filhos, ou que se os conceberem nascerão com malformações, ficarão muito pequenos ou nunca crescerão como as chamadas pessoas "normais", mas a realidade é bem diferente. Conheça Charli Worgan, uma australiana que tem acondroplasia (uma forma de nanismo) que em 2012 se casou com Cullen Adams, um homem com displasia acromícrica que faz com que seu corpo não cresça em altura.

Quando o casal se casou, eles sabiam muito bem que para conceber poderiam enfrentar algumas armadilhas: será que algum filho nasceria saudável? Eles também seriam portadores de uma das síndromes que seu pai e sua mãe tinham? No final, apesar de anos de hesitação, Charli engravidou pela primeira vez em 2015, não com algumas preocupações também alimentadas pelos médicos que a seguiram: "Já que a baixa estatura do Cullen e a minha são causadas por vários defeitos genéticos, existem basicamente quatro possibilidades: nosso filho poderia ter uma altura normal ou nascer com minha acondroplasia ou displasia acromícrica de Cullen. Também existia a possibilidade de desenvolver os dois defeitos, o que significa que ele não sobreviveria por muito tempo após o nascimento...”

Advertisement

Mas, felizmente, a primeira gravidez correu bem, a filha mais velha se chama Tilba e herdou o "defeito genético" da acondroplasia materna; mas então a pequena Tilba foi seguida por duas outras crianças; a próxima chegou em 2018 e se chama Tully, uma garotinha alegre e com muita vontade de viver que herdou o defeito genético do pai. 

Logo depois, Charli engravidou pela terceira vez em 2020. Desta vez, ela teve um bebê chamado Rip; ao contrário de suas duas irmãs, porém, ele não nasceu com acondroplasia nem com displasia acromérica: crescerá até uma altura definida como "padrão".

É claro que Charli e Cullen também ficaram maravilhados desta vez: "Estou tão feliz por ter engravidado dessa vez também. Também estou imensamente grata por termos tido sorte todas as vezes com meus filhos por causa dos riscos genéticos que poderiam ter surgido. Tenho a sensação de que este bebê vai me dar a maior satisfação, porque agora nossa família está finalmente completa!"

Não só a família Adams agora está completa, mas parece muito unida e praticamente perfeita em sua singularidade: vocês são realmente lindos!

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado