Liga para o call center 24.000 vezes: homem de 71 anos é preso pela polícia

por Roberta Freitas

08 Setembro 2022

Liga para o call center 24.000 vezes: homem de 71 anos é preso pela polícia
Advertisement

Quando os anos passam e você não é mais tão jovem, corre o risco de não ser tão atento quanto costumava ser e de cometer pequenos ou grandes erros de distração. Em alguns casos, são praticados atos que, sem saber, causam danos a outras pessoas ou causam desserviços temporários, mas também há aqueles que não perdem em nada a lucidez, têm consciência do que estão fazendo e, apesar disso, decidem não parar.

O protagonista desta história sabe algo sobre isso, um homem de 71 anos que foi preso pela polícia por ligar para o call center de sua operadora de telefonia cerca de 24.000 vezes. Vamos descobrir por que ele se comportou dessa maneira.

via BBC

Advertisement
Pexels - Not the actual photo

Pexels - Not the actual photo

Akitoshi Okamoto é um japonês de 71 anos que, insatisfeito com o serviço oferecido por sua companhia telefônica, entrou em contato com a central de atendimento para reclamar. Uma coisa que acontece com muitos e não há nada de estranho, exceto que esse senhor se deixou levar um pouco demais e literalmente inundou os operadores com chamadas. De fato, o idoso não se limitou a protestar algumas vezes por não poder captar as transmissões de rádio, mas pegou o telefone e fez 24.000 ligações para a central telefônica.

A situação, que durou cerca de 2 anos e meio, a uma certa altura explodiu e chegou às mãos da polícia. A empresa KDDI, exausta pelo comportamento do homem de 71 anos que não dava sinais de desistir, recorreu à polícia e o denunciou por obstrução fraudulenta de negócios. O homem não apenas protestou sobre supostas irregularidades e bloqueou a linha, mas insultou repetidamente os operadores da central telefônica e exigiu que alguns de seus representantes se juntassem a ele em casa para oferecer um pedido formal de desculpas.

Advertisement
Pexels - Not the actual photo

Pexels - Not the actual photo

Não podendo mais aceitar tudo isso, foram obrigados a recorrer às autoridades para acabar com o que havia se tornado uma verdadeira obsessão e que levou o idoso a fazer 24.000 ligações, dificultando o trabalho e "ganhando" uma denúncia por obstrução do normal funcionamento da atividade comercial.

O que a princípio parecia quase uma situação agradável que também causava diversão, depois se transformou em um pesadelo do qual por muito tempo os operadores do call center não conseguiam se libertar. Toda vez que ouviam e reconheciam a voz do homem, ficavam aterrorizados e não sabiam o que responder.

Pena que o homem de 71 anos não percebeu que havia exagerado e que, talvez, isso só tenha acontecido quando viu a polícia à sua porta, mas já era tarde demais.

Advertisement