Quando um pai é ausente, condiciona o desenvolvimento emotivo dos seus filhos - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Quando um pai é ausente, condiciona…
5 características que fazem das pessoas de Touro ótimas amigas Fazendo este teste você pode descobrir a idade biológica do seu corpo

Quando um pai é ausente, condiciona o desenvolvimento emotivo dos seus filhos

Por Roberta Freitas
2.093
Advertisement

Ambos os pais são importantes; sua presença ou ausência afeta a vida da criança e a do futuro adulto. Quando falta a figura paterna, no entanto, as consequências são diferentes dos casos em que é mãe a estar ausente; isso ocorre porque as duas figuras, por mais importantes que sejam, cobrem diferentes papéis e funções.

Se a mãe é vista como fonte de alimento nos primeiros meses de vida e como fonte inesgotável de afeto, o pai é quem sustenta a criança em seu caminho de crescimento nas diversas situações. É por isso que a falta de uma figura de referência como a de um pai pode deixar cicatrizes indeléveis.

image: pexels.com

Aqueles que não tiveram a chance de contar com um pai, por todas as diferentes razões, na idade adulta, podem apresentar dificuldades em se relacionar com os outros, vivenciando inseguranças e ansiedades. A criança vê o pai como um parâmetro, e é se confrontando com ele que pode consolidar algumas de suas habilidades ou tomar consciência delas.

Não ter um termo de comparação para melhorar ou simplesmente decidir fazer o contrário, equivale a nunca ter certeza de suas habilidades. É por isso que, quando crescida, a criança pode ter uma atitude de submissão causada pela baixíssima autoestima que nutre por si mesma.

Infelizmente, as mães nem sempre conseguem preencher as lacunas causadas pela ausência do pai; certamente não por causa de sua incompetência, mas porque é muito difícil entender completamente os sentimentos experimentados pela criança sem um pai e quais são suas necessidades.

image: pixabay.com

Quando se trata de pais ausentes, não podemos falar em geral; cada história é um caso em si, podem haver várias razões pelas quais um pai está ausente, variando de uma decisão voluntária ou a algo involuntário. De qualquer forma, é bom tentar resolver a lacuna e preenchê-la com as oportunidades que a vida nos oferece. Isto poderia significar reconectar-se com uma figura que, no passado, esteve afastada - claramente se isso é possível e benéfico - ou consolidar o mesmo tipo de relação com outros membros da família - tios, avós ou entes queridos - que podem ajudar a lidar com obstáculos no caminho, assim como um pai faria.

Infelizmente, são cada vez mais frequentes casos de pais presentes-ausentes, no sentido de pessoas que embora estejam presentes fisicamente, não participam da criação dos filhos.

Ter filhos requer compromisso e responsabilidade, e as consciências de não estar por perto podem ser tantas.  

Tags: CriançasFamíliaAmor
Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado