Como agir positivamente quando uma criança te desafia - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Como agir positivamente quando uma criança…
As mulheres devem sair com as amigas ao menos duas vezes por semana, para o seu bem-estar A potente oração para São Bento para afastar as pessoas más e invejosas

Como agir positivamente quando uma criança te desafia

3.907
Advertisement

Quantas vezes as crianças param e se recusam a fazer alguma coisa? São situações que podem degenerar, com os pequeninos que gritam histericamente para não obedecer, e os pais que, finalmente esgotados, abandonam todas as tentativas, cedendo à chantagem; ou acabam gritando também, esperando se impor às ameaças da criança.

Para melhor enfrentar esses momentos, é bom entender, antes de tudo, que a criança está testando seus limites: portanto, se por um lado é importante não se curvar as suas birras, por outro é necessário delimitar o que é permitido e o que não é, claramente e com amor.

Como? Estas 5 sugestões podem ser extremamente úteis para lidar com situações de crise semelhantes.

1. Promova o bom comportamento. Baseie suas lições nas conquistas de seu filho, e não nos erros dele: reconheça suas ações positivas, de modo a encorajá-lo a manter esse tipo de comportamento.
2. Opte pelo "oposto positivo". Evite sempre dizer não ao seu filho: isso não significa aceitar tudo, mas aprender a dar instruções positivas em vez de apenas proibições. Por exemplo, em vez de dizer "não deixe os brinquedos no chão", você pode dizer "coloque os brinquedos no lugar deles".
3. Seja claro. As regras e princípios sobre os quais sua família é fundada devem ser explicados de forma clara e abrangente para a criança. Estabeleça horários para comer, jogos, sono, corrigir sua lição de casa, bem como a conduta e os comportamentos aceitos.

4. Desenvolver e manter um poder de ação, não de reação. Não se deixe ser infectado pela raiva de seu filho: mostre a ele com firmeza que você não aprova o comportamento dele, mantendo a calma. Não se envolva em uma luta sem motivo, você apenas oferecerá à criança a chance de te desafiar. Um exemplo pode ser "Já falamos sobre as conseqüências de suas ações, não discutirei mais".
5. Não conceda segundas chances, mas alternativas. Como é pequeno, é bom oferecer alternativas às crianças. No entanto, você deve permanecer firme em suas decisões: se excedeu os limites e conhece as consequências, não dê a ele uma segunda chance. "Dessa vez passa, mas da próxima..." é uma frase que desvaloriza a sua palavra e as regras de casa. É melhor, então, dizer: "Guarde seus brinquedos, ou depois você não vai brincar".


Ser pai ou mãe nunca é simples, especialmente quando significa brigar dar regras aos filhos; mas você tem que manter o ponto, sabendo que respeitar as regras da casa é uma maneira saudável de criar o seu filho.

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado