Se o seu filho é desrespeitoso, é bom você seguir estes conselhos para tentar corrigí-lo - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Se o seu filho é desrespeitoso, é…
Tenta dar comida para os moradores de rua, mas a comida acaba logo: o gerente do McDonalds decide ajudá-la Estas 20 fotos mostram que ter um irmão pode ser uma bênção ou um verdadeiro pesadelo

Se o seu filho é desrespeitoso, é bom você seguir estes conselhos para tentar corrigí-lo

Por Roberta Freitas
2.791
Advertisement

Segundo a mídia e as redes sociais, aquela atual é a geração mais indisciplinada de jovens já vista. Nesta declaração há um fundo de verdade, mas é igualmente válido dizer que parte da responsabilidade está nas mãos de uma geração de adultos que não são maduros e autoritários. As crianças e os adolescentes de ontem e de hoje sempre tiveram fases de desobediência e rebeliões, mas agora são necessárias novas estratégias educacionais, mais adequadas aos tempos atuais.

image: Max Pixel

Passamos da era da severidade excessiva e da austeridade dos costumes para o excesso de permissividade, com pais que não sabem mais administrar seus filhos, ou que têm quase medo de fazê-lo por medo de perturbá-los. O resultado, infelizmente, são jovens e crianças que não conhecem o valor do respeito, que não sabem onde estão os limites entre o certo e o errado e que, portanto, arriscam a se integrarem mal na sociedade.

Por outro lado, existem aqueles que se opõem à liberdade extrema com autoritarismo cego, usando armas intimidantes e às vezes até a violência, para obter obediência. Nem mesmo esse caminho é produtivo, pois uma criança ou adolescente raivoso está desconectado da sua parte racional; portanto, é impossível fazê-lo entender por que uma determinada indicação deve ser seguida.

As crianças podem se comportar de maneira insolente por mais de uma razão, talvez porque sejam perseguidas por algum tirano ou simplesmente se sintam frustradas com mudanças no crescimento que não conseguem explicar e controlar. Em todos esses casos, ao invés das regras, um guia é necessário, alguém que possa ajudar, ouvir e somente depois de ter feito isso seja capaz de dar respostas.

Para corrigir crianças que não são muito respeitosas, podemos e devemos começar cedo, porque, independentemente da idade, elas são capazes de entender, se as coisas são explicadas e não apenas ordenadas. Não devemos ter medo de dizer "não", porque mesmo esses pequenos contratempos ajudam os jovens a metabolizar isso, nem tudo acontece sempre do jeito deles.

Advertisement

Devemos então definir regras e limites, aplicando algumas punições se necessário, mas devem ser verdadeiras punições, caso contrário, eles começarão a não as temer mais. Ameaçar tirar o smartphone por um mês é absolutamente irreal, fazer isso por apenas um dia é muito mais viável e efetivo.

Finalmente, é necessário dar o valor correto aos comportamentos dos filhos, então não importa muito se deixam o quarto bagunçado,  mas não devem se atrever a falar com a mãe ou o pai de forma inadequada. Por reflexão, isso também afeta outros adultos que podem fazer parte do microcosmo juvenil como professores, avós ou tios. Regras e conselhos para realmente valorizar nas famílias de hoje.

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado