As crianças e a fase do "não": como gerenciar a situação usando a simples estratégia do respeito - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
As crianças e a fase do "não": como…
Esta mulher recria as fotos das celebridades e demonstra que para ser estilosa não é necessário ser magra Este órfão vende comida na rua para ajudar a avó que cuida dele

As crianças e a fase do "não": como gerenciar a situação usando a simples estratégia do respeito

1.461
Advertisement

No livro "Entendendo as crianças", a neuropsiquiatra infantil Silvana Quattrocchi Montanaro trata da questão da oposição infantil, uma fase no desenvolvimento das crianças que começa por volta dos 3 anos de idade. Esse é um passo particularmente delicado e importante, porque o indivíduo começa a criar dentro de si uma forma mais evoluída de consciência e, como tal, deve ser tratado com maior consideração. A chave de tudo é mostrar um comportamento claro e coerente, respeitando uma personalidade que começa a se construir e que precisa de informações válidas.

via: Parents
image: Unsplash

Por volta dos 3 anos, as crianças podem parecer subitamente menos gerenciáveis e colaborativas, e essas não são meras manhas, mas afirmações verdadeiras do próprio "eu". É uma condição nova, que se apresenta quando parece que já tínhamos entendido tudo e, portanto, pode desorientar as mães e os pais que percebem a coisa como um pequeno fracasso pessoal na maneira de educar e criar um filho.

A maneira mais útil e, na prática, a única maneira de fazer tudo fluir da maneira mais suave possível é entender que estamos diante de um indivíduo, embora pequeno, que tem todo o direito de receber mensagens e indicações inequívocas.

image: Unsplash

As crianças sabem como ser muito complacentes se conscientizadas sobre o que está acontecendo e se explicamos o porquê são instruídas a fazer alguma coisa. Muitos acreditam que grande parte da primeira infância desaparece na memória, mas isso é um erro.

As crianças mantêm traços em seu caráter; portanto, devemos sempre medir ações e atitudes, pois essas serão a base sobre a qual seu temperamento será construído. Responder a uma recusa com uma imposição ou, pior ainda, com uma estratégia enganosa e manipuladora é absolutamente contraproducente. Amor, respeito e sinceridade são os ingredientes essenciais para fazer uma criança crescer segura, saudável e autônoma.

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado