Esta mulher adota dos canis somente os cachorros mais velhos, dando a eles amor e afeto nos últimos anos de suas vidas - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Esta mulher adota dos canis somente…
Não pode usar as patinhas da frente, então um menino constrói uma cadeira de rodas para o cachorro com o Lego Graças à sua intuição, este homem salvou uma menina de 8 anos de uma tentativa de sequestro

Esta mulher adota dos canis somente os cachorros mais velhos, dando a eles amor e afeto nos últimos anos de suas vidas

Por Roberta Freitas
8.418
Advertisement

Cuidar de um cão é muito mais do que apenas alimentá-lo e levá-lo para fazer uma caminhada diária. Ter um desses amigos de quatro patas ao lado significa considerá-lo um verdadeiro membro da família. A razão é fácil: essas criaturas precisam disso, porque, muito mais do que muitos outros animais, elas conseguem estabelecer um vínculo de empatia com os seres humanos que é simplesmente único.

Por esse motivo, quando estão em abrigos ou canis, é sempre difícil encontrar equilíbrio e serenidade. Especialmente para idosos ou doentes, é realmente triste pensar que eles passarão seus últimos dias em uma estrutura que, para eles, não é familiar. Na Itália, há uma garota que decidiu fazer o possível para ajudar esses cães especiais.

via: Today

O nome dela é Debora Rizzo e é uma voluntária que, para proporcionar momentos únicos a muitos cães que atingiram uma idade avançada, achou melhor adotar apenas os cães idosos dos canis. Esta mulher de 30 anos é uma verdadeira amante de cães e, há anos, ela faz trabalho voluntário com os cães de rua.

Cães mais velhos são aqueles que geralmente ninguém quer adotar, mas não Debora. A mulher, de fato, não quer filhotes, mas prefere levar amigos de quatro patas mais velhos e muitas vezes doentes para casa. Quando ela pode, leva um para casa, como fez, por exemplo, com a Nike, um cachorro de 14 anos que ficou com ela por cerca de um mês antes de morrer.

Advertisement

Um curto período, é claro, em uma situação que certamente não muito alegre, mas que Debora, graças a seu belo gesto, melhorou, dando ao animal um pouco de serenidade em seus últimos dias. E depois da Nike, tiveram muitos outros. Assim como os idosos humanos, os cães que Debora leva com ela têm traços de personalidade bem marcados e ela não se importa com isso, muito pelo contrário, acha que é um ponto a favor.

Cada um deles tem uma história diferente e, quando morrem, com certeza, não falta muita dor.  Debora, no entanto, está ciente de ter dado dias ou meses verdadeiramente memoráveis e cheios de amor a todos.

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado