A história de Max, o cão brincalhão que há 9 anos não consegue encontrar uma família adotiva - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
A história de Max, o cão brincalhão…
A vida é breve: melhor vivê-la com mais amor e menos ressentimento Um homem solteiro adotou um menino de 11 anos, demonstrando que uma família não se julga pela cor da pele

A história de Max, o cão brincalhão que há 9 anos não consegue encontrar uma família adotiva

Por Roberta Freitas
6.129
Advertisement

O protagonista dessa história comovente se chama Max, ele é um cachorro velhinho e, há 9 anos, inexplicavelmente não consegue encontrar uma família que queira adotá-lo. Talvez no passado as pessoas tenham ficado assustadas com a idade, o tamanho mas, na realidade, Max é um dos amigos de quatro patas mais fofos e brincalhões que já conheceram os voluntários do refúgio onde o cachorro vive há anos.

via: The Dodo

Max foi encontrado na Geórgia em estado grave: ele tinha balas de pistola presas nas patas traseiras, o que sugeria uma história de abuso; o refúgio Eleventh Hour Rescue, em Nova Jersey, imediatamente salvou Max da situação; lá eles cuidaram dele, o reabilitaram e depois o colocaram para adoção...

O fato é que Max agora se tornou um dos inquilinos "mais velhos" do refúgio de Nova Jersey, visto que 9 anos se passaram desde que ele foi salvo na Geórgia, e Max ainda não foi adotado por ninguém...

Advertisement

Talvez seja por causa de sua idade, por seu tamanho (Max pesa cerca de 39 quilos), mas esse cachorro ainda não conseguiu encontrar uma família humana que queira cuidar dele para sempre. Paul Barish, um dos voluntários do Eventh Hour Rescue, diz: "Max é uma jóia rara que foi negligenciada demais porque é um cachorro forte e velhinho. [...] O melhor lar para Max seria um lar descontraído e sem filhos. Ele precisará de um dono paciente e experiente, que lhe permita se recuperar após uma vida estressante no refúgio. Ele faria o melhor possível como animal de estimação, já que é realmente brincalhão".

E, de fato, é assim: Paul Barish diz que Max, apesar de ainda não ter sido adotado por ninguém, tem somente um aspecto aparentemente hostil e "perigoso" mas, na realidade, é apenas um cão muito brincalhão e com um grande desejo de se divertir e receber carinho. Um carinho que está faltando há muito tempo.

Com um rosto sorridente como este, é impossível resistir, por que ele ainda não consegue encontrar uma família amorosa? Se você mora em Nova Jersey, adote Max!

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado