Diz que tem o Coronavírus e tosse nas verduras do supermercado de propósito: a polícia prende a mulher - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Diz que tem o Coronavírus e tosse nas…
As fronteiras estão fechadas, mas eles se reúnem todos os dias entre os dois países apenas para ficarem juntos: eles têm mais de 80 anos Coronavírus, o apelo das autoridades e organizações para não abandonar os animais: não são contagiosos

Diz que tem o Coronavírus e tosse nas verduras do supermercado de propósito: a polícia prende a mulher

Por Roberta Freitas
8.413
Advertisement

Não se sabe o que se passa pela cabeça de muitas pessoas durante esse período desestabilizador devido à disseminação do coronavírus. Apesar de tudo, no entanto, a maioria de nós continua com os nervos fortes e, embora com algumas dificuldades, consegue cumprir as medidas restritivas adotadas por seus respectivos governos para limitar os riscos de contágio. Mas, existe uma fatia inteira da população que, em vez de ficar em casa e se preocupar com a própria saúde e a dos outros, corre atrás dos "desafios" do TikTok e sai lambendo vasos sanitários ou cuspindo em produtos de supermercado. Nada mais nojento e perigoso neste momento de nossas vidas.

via: Local12

Desta vez, aconteceu na Pensilvânia, no supermercado pertencente à rede Gerrity's Supermarket: uma mulher de 35 anos, Margaret Cirko, foi presa com a acusação de terrorismo. A mulher de 35 anos começou a tossir e cuspir deliberadamente em produtos frescos armazenados nos balcões frigoríficos do supermercado, na área de padarias e carnes. A mulher já era conhecida pelas autoridades locais por ter causado algumas brigas e esse episódio se adicionou à sua lista de crimes.

Provavelmente foi apenas "uma piada estranha e sem graça", disse toda a equipe do supermercado Gerrity mas, de qualquer forma, a rede de supermercados preferiu agir em respeito à saúde de todos. Os riscos envolvidos são altos demais para que a questão seja leviana: todos os alimentos contaminados pela mulher foram jogados fora e os funcionários da loja higienizaram e desinfetaram todos os departamentos que foram "infectados". Um desperdício de alimentos que chega a US $ 35.000, mas que permitiu ao supermercado verificar a eficácia e eficiência de seus novos protocolos. Ao agir dessa maneira, a Gerrity demonstrou, dando um exemplo, como a saúde das pessoas está absolutamente em primeiro plano em comparação ao lucro.

Advertisement

Todos os funcionários da loja trabalharam duro para limpar e colocar novos produtos em suas prateleiras no menor tempo possível. Os processos contra a mulher certamente continuarão. Além disso, a Gerrity quer que a mulher faça um teste para verificar se ela tem ou não coronavírus.

Hoje em dia, portanto, devemos não apenas nos preocupar com o vírus, mas também com a estupidez das pessoas.

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado