Desculpar-se sem nunca mudar realmente pode ser um ato de manipulação psicológica - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Desculpar-se sem nunca mudar realmente…
Este garoto de 6 anos já tem um físico escultural de campeão olímpico e quer se tornar um jogador de futebol de sucesso 4 gansos se tornam os

Desculpar-se sem nunca mudar realmente pode ser um ato de manipulação psicológica

Por Roberta Freitas
1.030
Advertisement

Quantas vezes tentamos pedir desculpas às pessoas que mais amamos em nossas vidas, mas depois não mudamos realmente? Por que pensando nisso depois acabamos por não cumprir a promessa? Por que realmente não mudamos, apesar de pedir desculpas pelo nosso comportamento? A verdade é que muitas vezes uma desculpa sem uma mudança real é chamada de "manipulação" psicológica. Mas tenha cuidado: isso não significa que, se o fizemos no passado, somos manipuladores por natureza.

Se pedimos desculpas mas, no final, percebemos que nosso comportamento, nossa atitude nunca muda, significa que provavelmente somos manipuladores: ou seja, tentamos manipular a psicologia da pessoa com quem nos preocupamos e para quem fizemos algo de errado, de modo que as nossas "desculpas" sejam um gesto suficiente para retornar o relacionamento interpessoal como era antes.

Em suma, pedir desculpas na maioria das vezes é um ato de conveniência, e lembre-se, isso acontece com a maioria de nós, quer queiramos ou não. A chave para romper esse círculo vicioso de desculpas sem mudanças substanciais é a do valor do perdão.

Saber perdoar não apenas a pessoa à nossa frente, mas sobretudo a nós mesmos. Quando cometemos um erro e estamos cientes disso, sempre nos perguntamos o seguinte: por que cometi esse erro? Por que eu cometi esse erro em relação à pessoa que amo? Por que me comporto dessa maneira com as pessoas mais próximas, sem realmente mudar?

A realidade é que todos fazemos isso pelo menos uma vez em nossas vidas, porque temos medo de que as pessoas que amamos nos abandonem ou não nos perdoem; decidimos não mudar não porque realmente não queremos, mas porque queremos preservar indiretamente a "forma" que geralmente adotamos na frente dos outros, a mesma com a qual eles nos conheceram. Todos na vida, portanto, tendem a ser "manipuladores" para o bem ou para o mal: é apenas uma questão de autopreservação e sobrevivência. Mas qual é o preço a pagar quando decidimos não mudar, apesar dos erros que cometemos?

Tags: ÚteisPsicologia
Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado