Não chame de depressão ou ansiedade: a apatia é capaz de nos privar de qualquer estímulo externo e interesse - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Não chame de depressão ou ansiedade:…
Uma mãe é repreendida pelo dono de uma loja por amamentar seu bebê em público 15 pessoas que orgulhosamente exibiram todas as suas peculiaridades físicas sem se sentirem incompreendidas

Não chame de depressão ou ansiedade: a apatia é capaz de nos privar de qualquer estímulo externo e interesse

Por Roberta Freitas
1.140
Advertisement

Se há algum tempo você sente que não tem vontade de sair de casa, que todas as atividades recreativas em casa, como ler um livro, ver um filme, não são tão atraentes quanto antes, se em geral você tem sentimentos confusos que aparentemente você poderia classificar como "apatia", não se assuste: você provavelmente está passando por um período de sua vida em que foi privado de algo, em que as paredes da casa se revelaram uma prisão asfixiante para você. 

Na verdade, não é por acaso que o isolamento físico, a falta de contato físico prolongado, a sensação de viver uma vida mais semelhante à dos monges estão intimamente ligados a esse sentimento geral de falta de vontade, de não ver os estímulos externos: pode ser chamada de preguiça, mas é apatia.

O termo "accidia" vem das palavras gregas a - que é um prefixo negativo, de privação, e kedos, que significa "cuidado, preocupação, dor ou sofrimento". Situação psicológica sem tratamento médico, portanto, pelo menos na antiguidade, quando a palavra latina "acedia" apareceu em um texto traduzido do grego no século VI D.C., graças ao monge Giovanni Cassiano, que descreve este sentimento interior da seguinte maneira: “tamanha apatia física e tamanha fome como se alguém se cansasse de uma longa viagem ou de um jejum prolongado... Então você olha em volta e suspira porque ninguém vem vê-lo. Constantemente entrando e saindo de sua cela, olha para o sol como se estivesse lento demais para se pôr".

Uma sensação que, no ano de 2020, aquele da pandemia global causada pela Covid-19, que levou o mundo inteiro a prolongados meses de bloqueio e isolamento doméstico, é mais universal do que pessoal. Ficar muito tempo fechado em casa cheio de medos, incertezas, sem poder ver entes queridos, talvez com uma vida social e cotidiana distorcida pelo trabalho em casa ou pela ausência temporária do trabalho, levou muitas pessoas a sentirem uma forte sensação de apatia.

Você não viu aquele filme ou série que queria recuperar há tanto tempo, não leu nenhum dos livros que deixou pendentes por muito tempo, não conseguiu manter o foco no que era realmente importante. Você queria fazer muitas coisas, mas no final estava praticamente bloqueado pela incerteza, pelo medo, esmagado pelas paredes da casa que pareciam cada vez mais com uma prisão.

Mas não chame isso de depressão ou ansiedade a todo custo: você está lidando com algo diferente e, acredite, muito mais comum do que você pensa.

Tags: ÚteisPsicologia
Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado